Archive and Education: Relationships between the use of documents in Vocational and Technological Education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.28833

Keywords:

Teaching; Archival institution; Professional and technological education; School teaching of history; Non-formal space.

Abstract

The present work is the result of a master's research of the Professional Master's Program in Professional and Technological Education of the Federal Institute of Alagoas (ProfEPT/IFAL). It sought to understand the relationship between education and the archive. At first, we highlight determinants that drive the relationship between archive and education, in an interdisciplinary way, we add dialogues with researchers from the school teaching of History, such as Flávia Caimi, Pereira Neto and Circe Bittencourt. Then, it presents the archives in a modern view, under the light of Archivology, the social function, space of action, concepts and characteristics are traced. Finally, there is the construction of a reflection on the archive as a non-formal space of education. As for the methodological procedure, bibliographic research and document analysis are used. For this, the Revista Acervo, from the National Archives and the electronic public archives websites are established as a source of data collection, being one institution at the federal level and two at the state level. It concludes that the study presented contributes to the construction of a more integrative dialogue between Archival Science and Education. It also drives transformations in these areas of knowledge.

References

Bellotto, H. L. (2014) O sentido dos arquivos.

Bellotto, H. L. (2004). O arquivista na sociedade contemporânea. Arquivos Permanentes: tratamento documental. 2ª ed: Rio de Janeiro: Editora FGV.

Bertrand, Y., Pinheiro, E., & Nogueira, C. (2001). Teorias contemporâneas da educação.

Bittencourt, C. M. F. (2018). Ensino de História: fundamentos e métodos. Cortez editora.

Borges, L. F. P. (2017). Educação, escola e humanização em Marx, Engels e Lukács. Revista Educação Em Questão, 55(45), 101-126.

Brasil (1991). Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Brasília. Senado Federal.

Brasil (1996). Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília. Senado Federal.

Brasil (1998). Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: história / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF.

Brasil (2011). Arquivo Nacional. Gestão de documentos: curso de capacitação para os integrantes do Sistema de Gestão de Documentos de Arquivo – SIGA, da administração pública federal. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional.

Burnham, T.F. (2000). Sociedade da informação, sociedade do conhecimento, sociedade da aprendizagem: implicações ético-políticas no limiar do século. Informação e informática. Salvador: EDUFBA, 283-307.

Caimi, F. E. (2008). Fontes históricas na sala de aula: uma possibilidade de produção de conhecimento histórico escolar. Anos, 90, 129-150.

Cerqueira, D. D., & Gonzalez, W. R. C. (2016). Trajetórias e reflexões sobre educação não formal. Práxis Educacional, 12(23), 377-404.

Charlot, B. (2016). Educação e Globalização: uma tentativa de colocar ordem no debate. Sísifo, (4), 129-136.

Galvão, M. C. B. (2010). O levantamento bibliográfico e a pesquisa científica. Fundamentos de epidemiologia. 2ed. A, 398, 1-377.

Gohn, M. D. G. (2006). Educação não-formal, participação da sociedade civil e estruturas colegiadas nas escolas. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, 14, 27-38.

Gohn, M. G. (2009). Educação não-formal e o papel do educador (a) social. Revista Meta: Avaliação, 1(1), 28-43.

Gomes, J. M., & de Lima, A. S. T. (2021). Os espaços não-formais de ensino e a prática pedagógica no Ensino Médio Integrado. Humanidades & Inovação, 8(53), 365-379.

Guillén, M. A. A. (2008). Archivos y sociedad. Revista General de Información y Documentación, 17(2), 123-128.

Jacobucci, D. F. C. (2008). Contribuições dos espaços não-formais de educação para a formação da cultura científica. Revista em extensão, 7(1).

López, C. T. (2010). Los archivos y sus nuevas funciones. Revista general de marina, 258(2), 253-266.

Ludke, M., & André, M. (1986). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. Em Aberto, 5(31).

Marconi, M. D. A., & Lakatos, E. M. (1990). Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas.

MARINHO JÚNIOR, I. B., & SILVA, J. G. (1998). Arquivos e informação: uma parceria promissora.

Medina, A. F. (2016). El archivo y la escuela. Propuestas didácticas. Boletín de la ANABAD, 66(2), 99-152.

Moreira, M. A. (1999). Teorias de aprendizagem (Vol. 2). São Paulo: Editora pedagógica e universitária.

Patrício, S. (2016). Os serviços educativos e os arquivos.

Pereira Neto, A. D. F. (2001). O uso de documentos escritos no ensino de história: premissas e bases para uma didática construtivista. História & Ensino, 7, 143-165.

Pereira, N. M. (2008). O que pode o ensino de história? Sobre o uso de fontes na sala de aula. Anos 90: revista do Programa de Pós-Graduação em História. Porto Alegre. Vol. 15, n. 28 (dez. 2008), p. 113-118.

Rousseau, J. Y., & Couture, C. (2004). Os fundamentos da disciplina arquivística.

Saviani, D. (1994). O trabalho como princípio educativo frente às novas tecnologias. Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. Petrópolis: Vozes, 147-164.

Saviani, D. (2007). Trabajo y educación: fundamentos ontológicos e históricos. Revista brasileira de educação, 12(34), 152-165.

Schellenberg, T. R. (2002). Arquivos modernos. FGV Editora.

Xavier, É.S. (2010). O uso das fontes históricas como ferramentas na produção de conhecimento histórico: a canção como mediador. Antíteses, 3(6), 1097-1112.

Published

19/04/2022

How to Cite

SANTANA FILHO, D. de; CASTILHO, F. F. de A. . Archive and Education: Relationships between the use of documents in Vocational and Technological Education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e3511628833, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.28833. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/28833. Acesso em: 28 may. 2022.

Issue

Section

Education Sciences