The use of active methodologies in the teaching - learning process: intervention proposal

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.29239

Keywords:

Active methodologies; Teachers; Teaching-learning process; Teaching.

Abstract

Objective: To know the difficulties of teachers in the use of active methodologies in the teaching-learning process of their students in the Bachelor of Medicine course. Method: A descriptive and cross-sectional study was carried out, with a quali-quantitative character, approved by the Ethics Committee of the Centro Universitário da Amazônia. Data collection was performed using an electronic form for tutors from the 1st to the 8th period of a private University Center in Northern Brazil. Results: Of the 41 tutors from the 1st to the 8th period, 28 answered the form, giving us a sample of 68.29% participation. Where 92.86% were graduated using the traditional method; 67.86% graduated in medicine who work for 7 years or more as teachers. As for the difficulties perceived in opening and closing problems in the tutorial sessions, 50% have difficulties in brainstorming, leaving the superficial discussion and 67.86% have low power of synthesis, consecutively. Conclusion: The difficulties faced by teachers point to the need for a national effort for professional updating, as well as the need for greater investment in research that focuses on the theme, based on the recognition of its importance and the existing scientific gap.

References

Autonomo, F. R. D. O. M., Hortale, V. A., Santos, G. B. D., & Botti, S. H. D. O. (2015). A Preceptoria na formação médica e multiprofissional com ênfase na atenção primária–Análise das Publicações Brasileiras. Revista Brasileira de Educação Médica, 39, 316-327.

Bassalobre, J. N. (2013). Formação de professores, ética e responsabilidade social. Educere et Educare: Revista de Educação. V8 (15).

Bauman, Z. (2009). Os desafios da educação: aprender a caminhar sobre areias movediças. Cadernos de Pesquisa, 39(137), 661-684.

Bento, L. M. A., de Andrade, L. P., Sales, A., de Souza, A. P., de Souza, A. F. P., Batistona, G. T., & de Souza, R. A. (2017). Percepção dos alunos de medicina quanto a aprendizagem X ansiedade na metodologia ativa. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, 18(2), 178-182.

Borges, T. S., & Alencar, G. (2014). Metodologias ativas na promoção da formação crítica do estudante: o uso das metodologias ativas como recurso didático na formação crítica do estudante do ensino superior. Cairu em revista, 3(4), 119-143.

Brasil. (2014). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES 3/2014 nº 3 de 20 de junho de 2014. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina e outras providências. Diário Oficial da União (2014). 8-11.

Carabetta, J. V. (2016). Metodologia ativa na educação médica. Rev Med. 95 (3), 113-21.

Capistrano, J. G. G., da Silva, S. A., Jucá, S. C. S., & do Amaral Façanha, P. C. (2022). Produção de pesquisas na disciplina de Método Científico: uso de formulário eletrônico no ensino remoto. Revista de Instrumentos, Modelos e Políticas em Avaliação Educacional, 3(1), e022002-e022002.

Colares, K. T. P. & Oliveira, W. (2018). Metodologias Ativas na formação profissional em saúde: uma revisão. Revista sustinere, Rio de Janeiro, v6, n2, 300-320.

Conceição, C. V. D., & Moraes, M. A. A. D. (2018). Aprendizagem cooperativa e a formação do médico inserido em metodologias ativas: um olhar de estudantes e docentes. Revista brasileira de educação médica, 42, 115-122.

Cruz, P. O; Carvalho, T. B; Pinheiro, L. P; Giovannini, P. E; Nascimento, E. G.C; & Fernandes, T. A. A. M. (2019) Percepção da Efetividade dos Métodos de Ensino Utilizados em um Curso de Medicina do Nordeste do Brasil. Rev. bras. educ. med. v43 (2).

da Silva Lima, F., Junior, O. C. R., da Silva, L. S., Araújo, C. S. S., Cunha, A. P., Uchoa, Y. L. A., & Albarado, K. V. P. (2022). Formação em serviço: a atuação do enfermeiro em um Programa de Residência Multiprofissional em Saúde no Oeste do Pará. Research, Society and Development, 11(3), e18411326547-e18411326547.

Diesel, A.; Baldez, A. L. S.; & Martins, S. N. (2017). Os princípios das metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica. Revista Thema; 1 (4).

d’Avila, V. L. N. B., Medina, W. L., Fasanella, N. A., Aguiar, P. H. P. D., Borges, G. C., & Esposito, S. B. (2021). Mentoria no curso de Medicina: desafios da metodologia ativa de aprendizagem durante a pandemia de Covid-19. Revista Brasileira de Educação Médica, 45.

Farias, P; Martin, A.; & Cristo, C. (2014). Aprendizagem Ativa na Educação em Saúde: Percurso Histórico e Aplicações. Revista brasileira de educação médica. 143-150.

Ferreira, R. C., Varga, C. R. R., & Silva, R. F. D. (2009). Trabalho em equipe multiprofissional: a perspectiva dos residentes médicos em saúde da família. Ciência & Saúde Coletiva, 14, 1421-1428.

Francisco, A. M., Amaral, A., Moreira, H. M., & Tonhom, S. (2015). Percepção de estudantes e docentes sobre uma Unidade Educacional em curso de medicina com metodologia ativa. CIAIQ2015, 2.

Mello, A. L., Terra, M. G., Nietsche, E. A., Siqueira, D. F., Canabarro, J. L., & Arnemann, C. T. (2018). Formação de residentes multiprofissionais em saúde: limites e contribuições para a integração ensino-serviço. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, 8, e2567.

Ribeiro, J. T., de Albuquerque, N. M. D. S., & de Resende, T. I. M. (2020). Potencialidades e desafios da metodologia ativa na perspectiva dos graduandos de Medicina. Revista docência do ensino superior, 10, 1-19.

Silva, D. S. M. D., Sé, E. V. G., Lima, V. V., Borim, F. S. A., Oliveira, M. S. D., & Padilha, R. D. Q. (2022). Metodologias ativas e tecnologias digitais na educação médica: novos desafios em tempos de pandemia. Revista Brasileira de Educação Médica, 46.

Sousa, M. A. D. O., Falbo-Neto, G. H., & Falbo, A. R. (2021). Correlação entre os domínios de competência do tutor e o desempenho estudantil: estudo transversal. Revista Brasileira de Educação Médica, 45.

Published

02/05/2022

How to Cite

BRITO, A. do R.; PENHA, E. C. da S. .; PINHEIRO, R. T. S. .; ROCHA, L. S. .; MARCHEZINI, J. L. da C.; ARRUDA, R. A. J. .; FEIO, A. P. S. .; PONTES, E. D. .; MESQUITA NETO, A. R. .; SILVA, J. A. C. . The use of active methodologies in the teaching - learning process: intervention proposal. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e43611629239, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.29239. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29239. Acesso em: 28 may. 2022.

Issue

Section

Health Sciences