Challenges for teacher training and professional development that possibility a quality and humanized education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29378

Keywords:

Teaching; Professional teacher development; Formative education; Integrated and humanized school; Teacher training.

Abstract

Contemporary society is constantly changing social representations, customs and the conception of education as formation, nourished by globalization and technological advances driven by neoliberalism, which seeks to expand the market of goods and services reaffirming the capitalist logic.  In this universe, the teacher is a fundamental piece, but the need for a teacher professional training that enables theories and practices directed to an education facilitating the social, cultural and professional emancipation of the student is still seen. The aim of this article is to address the challenges for teacher training and professional development that enables quality and humanized education in the face of neoliberalism, based on a bibliographic review, of a qualitative-descriptive nature. Studies show that, in order to have an education with the humanized, critical and emancipatory formation of future generations, in a bias of social, cultural, intellectual and professional growth, it takes the mastery of the teacher to lead the process of construction of this new world that is to come, in addition to the articulation of others involved in the educational process to promote an integral and integral education.

Author Biographies

José Romero Machado Gontijo, Universidade de Uberaba

Possui graduação em Farmácia Bioquímica pela Universidade Federal de Ouro Preto e licenciatura plena em Química pela Faculdade do Noroeste de Minas; pós-graduação Lato Sensu em Docência do Ensino Superior, Supervisão Escolar, Orientação Escolar e Inspeção Escolar pela Faculdade do Noroeste de Minas; pós-graduação stricto sensu, Mestre em Educação e Doutorando em Educação pela Universidade de Uberaba. Tem experiência em docência e na área de Farmácia com ênfase em homeopatia e manipulação. Atualmente desenvolve pesquisas nos seguintes temas: formação omnilateral, trabalho, ensino médio e educação básica. É integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas Trabalho, Educação e as Transformações Sociais Globais certificado pelo CNPq .

Cílson César Fagiani, Universidade de Uberaba

Professor do Programa de Pós-graduação em Educação Básica da Universidade de Uberaba – UNIUBE Campus Centro - Uberlândia, MG. Pesquisador com apoio CNPq e Fapemig.

Fabiane Santana Previtali, Universidade Federal de Uberlândia

Professora Titular na Universidade Federal de Uberlândia, Programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS/UFU) e Pós-Graduação em Educação (PPGED/UFU). Pesquisadora CNPq e Fapemig.

References

Charlot, B. (2008). O professor na sociedade contemporânea: um trabalhador da contradição. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador. 17(30, 17-31).

Contreras, J. (2002). A autonomia ilusória: o professor como profissional técnico. São Paulo: Edição brasileira Selma Garrido Pimenta.

Dourado, L. F. (2015). Diretrizes curriculares nacionais para a formação inicial e continuada dos profissionais do magistério da educação básica: concepções e desafios. https://www.scielo.br/j/es/a/hBsH9krxptsF3Fzc8vSLDzr/.

Ens, R. T., Gisi, M. L., & Eyng, A. M. (2011). Formação de professores: possibilidades e desafios do trabalho docente na contemporaneidade. Rev. Diálogo Educ., Curitiba. 11 (33, 309-329).

Previtali, F. S., & Fagiani, C. C. (2021). Educação Básica Sob a Pandemia Covid-19 no Brasil e a Educação que Convém ao Capital. http://costalima.ufrrj.br/index.php/RTPS/article/view/907.

Previtali, F. S., & Fagiani, C. C. (2022). Trabalho docente na educação básica no Brasil sob indústria 4.0. https://periodicos.ufsc.br/index.php/katalysis/article/view/82504.

Fiorentini, D., & Crecci, V. (2013). Desenvolvimento Profissional docente: Um Termo Guarda-Chuva ou um novo sentido à formação? http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br.

Gatti, B. (2015). Por uma revolução no campo da formação de professores. Editora Unesp, 2015.

García, C. M. (1999). Formação de professores para uma mudança educativa. Porto Editora.

Giroux, H. A. (1997). Professores como Intelectuais Transformadores. Artes.

Godoy, A S. (1995). Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. RAE - Revista de Administração de Empresas, São Paulo. 35 (2, 57-63).

Gontijo, J. R. M., & Fagiani, C. C. (2020). Reforma do Ensino Médio no Brasil Em 2017: Aspectos Pedagógicos e Formativos In: Fagiani, C. C.,Vilas Bôas, S. G. (orgs.) Educação Básica: Formação, Fundamentos e Práticas Docentes. Uberlândia: Editora Navegando.

Imbernón, F. (2015). Novos desafios da docência no século XXI: a necessidade de uma nova formação docente! Editora Unesp Direitos de publicação reservados à: Fundação Editora da Unesp (FEU) Praça da Sé, São Paulo, SP.

Marcelo, C. (2013). Las tecnologías para la innovación y la práctica docente. https://www.scielo.br/j/rbedu/a/z4gBfFYRyjk6MXfKzG3CmSb/.

Mello, S. A., & Lugle, A. M. C. (2014). Formação de professores: implicações pedagógicas da teoria histórico-cultural. https://www.virascience.com/archive/formacao-de-professores-implicacoes-pedagogicas-da-teoria-historico-cultural/

Morgado, J. C. (2013). O papel do professor no desenvolvimento do currículo: conformidade ou mudança? https://www.portal.ifrn.edu.br/pesquisa/pos-graduacao/UMinho/arquivos/resumo-do-ix-educacao.

Nicoletti, M. da G. (2004). Aprendizagem da docência: algumas contribuições de L. S. Shulman. http://www.ufsm.br/ce/revista

Pimenta, S. G. (2005). Saberes Pedagógicos e Atividade Docente. (4a ed.) Cortez.

Ramos, P. P., & Afonso, M. da S. (2013). O professor na contemporaneidade: suas práticas e desafios. XI Congresso Nacional de Educação – EDUCERE, Pontifícia Universidade Católica do Paraná. https://www. educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2013/8090_6204.pdf.

Rother, E. T. (2007). Revisão sistemática X revisão narrativa. https://doi.org/10.1590/S0103-21002007000200001.

Santos, V., & Candeloro, R. J. (2006). Trabalhos acadêmicos: uma orientação para a pesquisa e normas técnicas. Porto Alegre: AGE.

Saviani, D. (2000). Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. Autores Associados.

Schon, D. A. (1992). Formar professores como profissionais reflexivos. Masschusetts of techonology, EUA.

Siqueira, A. P. de M. (2017). Formação continuada e desenvolvimento profissional docente: representações de professores PDE. Dissertação (Curso de Mestrado), Pontifica Universidade Católica do Paraná, Curitiba.

Tardif, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional. Vozes.

Zeichner, K. M. (1998). Para além da divisão entre professor-pesquisador e pesquisador acadêmico. https://www.academia.edu/62071509/Para_além_da_divisão_entre_professor_pesquisador_e_pesquisador_acadêmico.

Published

15/05/2022

How to Cite

GONTIJO, J. R. M.; FAGIANI, C. C.; PREVITALI, F. S. . Challenges for teacher training and professional development that possibility a quality and humanized education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e4911729378, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29378. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29378. Acesso em: 7 jul. 2022.

Issue

Section

Education Sciences