Food Security and Agroecology: perceptions of students and teachers in the area of Natural Sciences in a rural school context

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29631

Keywords:

Teaching; Science teaching; Rural education; High school.

Abstract

The issue of food security and food production in order to guarantee the supply of the population in quantity and quality of nutrients, respecting the cultures of different peoples and producing them without environmental degradation, constitutes one of the great contemporary challenges, from which we propose to think of Agroecology as one of the viable ways to do so, and therefore we understand the presence of this theme in school as important. In this sense, this work seeks to analyze the concepts on Agroecology, Food Security and the issue of food production, from students of the third year of High School (EM) and teachers in the area of Natural Sciences, from a public school in state network of Rio Grande do Sul, in a rural school context. The instruments used in the research were interviews with teachers and the application of questionnaires to teachers and students. Qualitative data were treated from Discursive Textual Analysis (DTA), from which the categories of analysis emerged: understandings of food security, understandings of agroecology and pedagogical practices involving food production and food. The quantitative data resulting from the questionnaires generated the statistics presented in the form of graphs during the work. The results indicated that the conceptions of students and teachers converged towards an understanding of the importance of the proposed theme, and the feasibility of these discussions within the scope of classes in the area of natural sciences.

Author Biography

José Vicente Lima Robaina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Pós-Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS); Mestre em Educação – UFRGS; Graduado em Licenciatura Curta em Ciências e Licenciatura Plena em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS); Professor do Departamento de Ensino e Currículo da Faculdade de Educação, do curso de Educação do Campo: licenciatura em Ciências da Natureza e professor do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde - UFRGS/Campus Porto Alegre. Coordenador do Grupo de Pesquisa e Estudos em Educação do Campo e Ciências da Natureza (GPEEC NATUREZA), certificado na CAPES e na UFRGS.

References

Bernardes, M. S. et al. (2021). Segurança alimentar no Brasil no pré e pós pandemia da COVID-19: reflexões e perspectivas. InterAmerican Journal of Medicine and Health, 4.

Brasil. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidente da República. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Brasil. (2006). Lei nº 11.346, de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília.

Brasil. (2009). Lei nº 11.947, de 16 de julho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica; altera as Leis nos 10.880, de 9 de junho de 2004, 11.273, de 6 de fevereiro de 2006, 11.507, de 20 de julho de 2007; revoga dispositivos da Medida Provisória no 2.178-36, de 24 de agosto de 2001, e a Lei no 8.913, de 12 de julho de 1994; e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília.

Brasil. (2019). Agricultura Familiar. Recuperado de: https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/agricultura-familiar/agricultura-familiar-1#:~:text=Agricultura%20Familiar%20%C3%A9%20a%20principal,%2C%20aquicultores%2C%20extrativistas%20e%20pescadores.

Carneiro, F. F. (org). (2015). Dossiê ABRASCO: um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde. São Paulo: Expressão Popular.

Carvalho, H. M., & Costa, F. A. (2012). Agricultura Camponesa. In Caldart, R. S. et al. Dicionário da educação no campo. São Paulo, Rio de Janeiro, Expressão Popular.

Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas. (2017). Incra identifica território quilombola em Caçapava do Sul (RS). Recuperado de: http://conaq.org.br/noticias/incra-identifica-territorio-quilombola-em-cacapava-do-sul-rs/#:~:text=A%20comunidade%20de%20Picada%20das,munic%C3%ADpio%20de%20Ca%C3%A7apava%20do%20Sul.

Confederação Nacional da Agricultura. (2021). PIB do Agronegócio alcança participação de 26,6% no PIB brasileiro em 2020. Recuperado de: https://www.cnabrasil.org.br/boletins/pib-do-agronegocio-alcanca-participacao-de-26-6-no-pib-brasileiro-em-2020.

FAO, FIDA, UNICEF, PAM, & OMS. (2021). O Estado da Segurança Alimentar e Nutricional no Mundo 2021. Transformando os sistemas alimentares para a segurança alimentar, nutrição melhorada e dietas saudáveis acessíveis para todos. Roma, FAO.

Gubur, D. M. P., & Toná, N. (2012). Agroecologia. In Caldart, R. S. et al. (org.) Dicionário da educação do campo. Rio de Janeiro: EPSJV; São Paulo: Expressão Popular.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2019). Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017-2018. Rio de Janeiro: IBGE.

Leff, E. (2002). Agroecologia e saber ambiental. Agroecologia e desenvolvimento rural sustentável, 3(1), 36-51.

Mazoyer, M., & Roudart, L. (2010). História das agriculturas no mundo: do Neolítico à crise contemporânea. São Paulo: UNESP.

Molina, M. C. de B., & Sá, L. M. (2012). Licenciatura em Educação do Campo. In Caldart, R. S. et al. (org.) Dicionário da educação do campo. Rio de Janeiro: EPSJV; São Paulo: Expressão Popular.

Moraes, R., & Galiazzi, M. C. R. S. (2006). Análise Textual Discursiva: Processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência e Educação, 12(1), 117-128.

Moraes, R; & Galiazzi, M. C. R. S. (2011). Análise textual discursiva. Ijuí: Unijuí.

Organização das Nações Unidas. Declaração Universal dos Direitos Humanos, 1948. Recuperado de: https://www.unicef.org/brazil/declaracao-universal-dos-direitos-humanos.

Ramos, I. C. A. (2009). O lugar do parentesco na aliança entre um laudo antropológico e um território quilombola: análise a partir do processo de regularização fundiária do Quilombo Cambará em Cachoeira do Sul/RS. Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento Rural, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Stedile, J. P., & Carvalho, H. M. de. (2012). Soberania Alimentar. In Caldart, R. S. et al. (org.) Dicionário da educação do campo. Rio de Janeiro: EPSJV; São Paulo: Expressão Popular.

Vieira, S. (2009). Como elaborar questionários. São Paulo: Atlas.

Viegas, M. D. T. (2016). Agroecologia e circuitos curtos de comercialização num contexto de convencionalização da agricultura orgânica. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, BrasilColocar espaço entre uma referência e outra. Lembre-se que usamos a norma APA.

Published

16/05/2022

How to Cite

MILETTO, M. F. .; ROBAINA, J. V. L. . Food Security and Agroecology: perceptions of students and teachers in the area of Natural Sciences in a rural school context . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e8111729631, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29631. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29631. Acesso em: 7 jul. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences