Use and acceptance of free and open source software at the Federal University of Ceará based on the UTAUT model

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29702

Keywords:

UTAUT Model; Free and Open Source Software; Federal University of Ceará; IT in the Public Service.

Abstract

The use of Free and Open Source Software (FOSS) not only contributes to the reduction of public spending, but also opens doors in the fields of production and circulation of knowledge, through the gain of technological independence at organizational levels. The objective of this work, therefore, was to analyze which factors influence the acceptance and use of FOSS by the servers of the Federal University of Ceará - UFC, using the Unified Theory of Acceptance and Use of Technology (UTAUT) as a research base. In this way, 349 administrative technicians and professors from the UFC in the city of Fortaleza-CE participated in a survey. The collection instrument was validated through Confirmatory Factor Analysis, which indicated the reduction of empirical data in 4 factors, with an explanation of 63% of the total variance, in addition, it presented satisfactory internal consistency in all constructs of the model, calculated through Cronbach's alpha coefficient (>0.80). Two hypotheses proposed in the research were supported, referring to the influence of the experience with the use of FOSS on the Effort Expectation and Facilitating Conditions constructs. From the use of data mining, a total of 13,354 associations between the groups were generated, where it was evidenced that the effect of the Performance Expectation construct is stronger in young adult male workers (78 to 80%), while it is smaller in women (63%), in addition to the fact that servers more experienced in the use of these tools (71%) are more convinced that they have the resources and knowledge necessary to use them, corroborating the theoretical model.

Author Biographies

Marllus de Melo Lustosa, Universidade Federal do Ceará

Mestre em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior pela Universidade Federal do Ceará (UFC), especialista em Gestão de Projetos em TI pela Faculdade Internacional Signorelli (FISIG/RJ) e Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). É analista de TI na Divisão de Redes de Computadores da Superintendência de Tecnologia da Informação da Universidade Federal do Ceará (STI/UFC) e Professor de Auditoria de Sistemas do Programa de Pós Graduação Lato Sensu em Auditoria da Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade (FEAAC/UFC). Desde 2019, é membro do comitê científico do Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (LATINOWARE), considerado um dos maiores eventos mundiais de software livre e tecnologia aberta. É também membro do Grupo de Pesquisa Competência e Mediação em Ambientes de Informação (CMAI/UFC). Foi professor do Centro Universitário Unifanor Wyden Fortaleza (YDUQS), onde ministrou disciplinas nas áreas de Redes de Computadores, Software Livre, Programação em C, Cloud Computing, Segurança da Informação e Infraestrutura de TI. Mais de 10 anos de experiência em administração de servidores GNU/Linux e BSD like. Palestra e trabalha com consultoria em infraestrutura de TI, DevSecOps, Redes de Computadores,Virtualização Xen, Cloud Computing, Microsserviços, Firewall, GNU/Linux. É também artista visual, criptoartista e poeta, utilizando-se de técnicas computacionais de Inteligência Artificial (IA) para compor suas produções. Tem obras em exposição permanente no Museu de Arte da UFC e já expôs trabalhos visuais e literários em diversos eventos coletivos. Lançou em 2021 o livro AntologIA poética, considerado o primeiro livro de poemas, em língua portuguesa, gerados por um modelo de Inteligência Artificial.

Alberto Sampaio Lima, Universidade Federal do Ceará

Possui Doutorado em Engenharia de Teleinformática. Pós Doutorado no Departamento de Sistemas e Computação da Universidade Federal de Campina Grande. Professor da Universidade Federal do Ceará, Departamento de Engenharia de Teleinformática, atuando nos programas de pós-graduação em Ciência da Computação e Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior da Universidade Federal do Ceará. Suas áreas de interesse incluem business-driven IT management, gestão de serviços, governança de TI, novas tecnologias da educação, avaliação da gestão em IES.

Wagner Bandeira Andriola, Universidade Federal do Ceará

Doutor em Filosofia e Ciências da Educação (Universidad Complutense de Madrid , 2002 - Bolsista CAPES). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal do Ceará (UFC). Pesquisador do CNPq (Nível 1C); Coordenador do Mestrado Profissional em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior (POLEDUC); Editor-Chefe da Coleção Temas em Avaliação Educacional do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação Brasileira (UFC); consultor ad-hoc dos periódicos: a) Ensaio: Avaliação de Políticas Públicas em Educação (CESGRANRIO), b) Avaliação: Avaliação da Educação Superior (UNISO), c) Estudos em Avaliação Educacional (FCC), d) Psicologia: Reflexão e Crítica (UFRGS), e) Revista de Avaliação Psicológica (IBAP), f) Psicologia: Teoria e Pesquisa (UnB), g) Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), h) American Journal
of Applied Psychology; consultor ad hoc do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), da Fundação Cearense de Apoio Científico e Tecnológico (FUNCAP).

Sueli Maria de Araújo Cavalcante, Universidade Federal do Ceará

Doutora em Educação Brasileira, eixo temático em Avaliação Institucional, pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2011). Mestre em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ (1988). Graduada em Processamento de Dados pela Universidade Federal do Ceará UFC (1978) e em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará UECE (1981). Professora Titular da Universidade Federal do Ceará (aposentada) e Professora efetiva do Mestrado Profissional de Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior POLEDUC. Professora conteudista do Curso de Administração
Pública, na Educação a Distância, pela UFC e Universidade Aberta do Brasil - UAB. Foi Diretora de Controle Interno da Pró-Reitoria de Administração da UFC (2102-2015). Tem experiência nas áreas de Administração, Informática e Metodologia da Pesquisa.

Filipe de Oliveira Saraiva, Universidade Federal do Pará

Filipe Saraiva é Doutor e Mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo, Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Piauí. Atua como professor na Faculdade de Computação da Universidade Federal do Pará, coordenador do Centro de Competência em Software Livre da UFPA, além de colaborar com diferentes projetos de software livre em especial na comunidade KDE.

References

Agarwal, R., & Karahanna, E. (2000). Time flies when you’re having fun: Cognitive absorption and beliefs about information technology usage. MIS quarterly, 665–694. https://doi.org/10.2307/3250951

Agrawal, R., Imieliński, T., & Swami, A. (1993). Mining association rules between sets of items in large databases. Acm sigmod record, 22(2), 207–216.

Ajzen, I. (1985). From intentions to actions: A theory of planned behavior. Em Action control (p. 11–39). Springer.

Alyrio, R. D. (2009). Métodos e técnicas de pesquisa em administração. Rio de Janeiro: Fundação CECIERJ, 58–60.

Andriola, W. B. (2002). Detección del funcionamiento diferencial del ítem (DIF) en tests de rendimiento: Aportaciones teóricas y metodológicas [PhD Thesis]. Universidad Complutense de Madrid.

Andriola, W. B. (2009). Psicometria moderna: Características e tendências. Estudos em Avaliação Educacional, 20(43), 319–340. https://doi.org/10.18222/eae204320092052

Andriola, W. B., & Pasquali, L. (1995). A construção de um Teste de Raciocínio Verbal (RV). Psicologia: Reflexão e Crítica, 8(1), 51–72.

Babin, B., Anderson, R., & Tatham, R. (2006). Multivariate Data Analysis. 6a edição. UpperSaddle River, NJ: Pearson Prentice Hall.

Bandura, A. (1986). Social foundations of thought and action. Englewood Cliffs, NJ, 1986.

Brasil, no Decreto de 18 de Outubro de 2000 (2000). https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/dnn/dnn9067.htm

Brasil, no Decreto de 29 de Outubro de 2003 (2003). http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/dnn/2003/dnn10007.htm

Brasil. (2020). Estratégia de Governo Digital 2020-2022. Governo Digital. https://www.gov.br/governodigital/pt-br/EGD2020/estrategia-de-governo-digital-2020-2022

Compeau, D. R., & Higgins, C. A. (1995). Application of social cognitive theory to training for computer skills. Information systems research, 6(2), 118–143.

Cooper, R. B., & Zmud, R. W. (1990). Information technology implementation research: A technological diffusion approach. Management science, 36(2), 123–139.

Cronbach, L. J. (1951). Coefficient alpha and the internal structure of tests. Psychometrika, 16(3), 297–334. https://doi.org/10.1007/BF02310555

Cunha, M. A. V. C. da, & Miranda, P. R. de M. (2013). O uso de TIC pelos governos: Uma proposta de agenda de pesquisa a partir da produção acadêmica e da prática nacional. Organizações & sociedade, 20(66), 543–566. https://doi.org/10.1590/S1984-92302013000300010

da Silva Terres, M., Koetz, C. I., dos Santos, C. P., & ten Caten, C. S. (2011). O papel da confiança na marca na intenção de adoção de novas tecnologias. RAI-Revista de Administração e Inovação, 7(4), 162–185.

Damásio, B. F. (2012). Uso da análise fatorial exploratória em psicologia. Avaliação psicológica, 11(2), 213–228.

Davis, F. D. (1989). Perceived usefulness, perceived ease of use, and user acceptance of information technology. MIS quarterly, 319–340. https://doi.org/10.2307/249008

Davis, J. A., & Burglin, P. (1976). Levantamento de Dados em Sociologia: Uma análise estatística elementar. Zahar.

Eignor, D. R. (2013). The standards for educational and psychological testing. American Psychological Association.

Fishbein, M., & Ajzen, I. (1975). Belief, attitude, intention and behavior: An introduction to theory and research.

Freitas, H., & Rech, I. (2003). Problemas e ações na adoção de novas tecnologias de informação. Revista de Administração Contemporânea, 7(1), 125–150. https://doi.org/10.1590/S1415-65552003000100007

Gaspar, I. de A., & Shimoya, A. (2016). Análise da satisfação dos usuários de softwares livres em um Instituto Federal de Ensino.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. 5(61), 16–17.

Gomes, J. Z. (2014). Aceitação de um sistema de apoio à manufatura: Um estudo de caso na empresa Marcopolo S/A.

Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., & Tatham, R. L. (2005). Análise multivariada de dados (5o ed). Bookman.

Han, J., Pei, J., & Kamber, M. (2011). Data mining: Concepts and techniques. Elsevier.

Hershberger, S. L. (2003). The growth of structural equation modeling: 1994-2001. Structural Equation Modeling, 10(1), 35–46. https://doi.org/10.1207/S15328007SEM1001_2

Hinkle, D. E., Wiersma, W., Jurs, S. G., & others. (2004). Applied statistics for the behavioral sciences.

Jeyaraj, A., Rottman, J. W., & Lacity, M. C. (2006). A review of the predictors, linkages, and biases in IT innovation adoption research. Journal of information technology, 21(1), 1–23.

Kaufmann, S. M. A. (2005). Tecnologia da informação em uma instituição de ensino superior: Fatores que influenciam sua utilização.

Lima Filho, S. S., & Peixe, B. C. S. (2021). Expense savings through technology acceptance: Analysis of the adoption of electronic systems in public institutions. Research, Society and Development, 10(7), e49310716807. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i7.16807

Latour, B. (1996). On actor-network theory: A few clarifications. Soziale welt, 369–381.

Löbler, M. L., Estivalete, V. de F. B., Visentini, M. S., & de Andrade, T. (2011). As influências na intenção de uso dos sistemas de informação: Uma abordagem entre a teoria de estilos cognitivos de Kirton e a teoria unificada de aceitação e uso da tecnologia. RAI-Revista de Administração e Inovação, 8(2), 55–81.

Lui, M. de L. C., Bernardes, R. C., Borini, F. M., & Oliveira, M. J. de. (2021). Usabilidade e consumo inovativo de serviços digitais inteligentes: Análise das relações estabelecidas com as dimensões de motivação e satisfação com a vida. Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração - ENANPAD.

Moore, G. C., & Benbasat, I. (1991). Development of an instrument to measure the perceptions of adopting an information technology innovation. Information systems research, 2(3), 192–222. https://doi.org/10.1287/isre.2.3.192

Morettin, P. A., & BUSSAB, W. O. (2017). Estatística básica. Editora Saraiva.

Pallant, J. (2020). SPSS Survival Manual: A Step by Step Guide to Data Analysis Using IBM SPSS (7o ed). Routledge. https://doi.org/10.4324/9781003117452

Pinheiro, L. V. R., & Loureiro, J. M. M. (1995). Traçados e limites da ciência da informação. Ciência da informação, 24(1).

Ribeiro, D. D. C. (2004). Software Livre na Administração Pública. Estudo de caso sobre adoção do SAMBA na Auditoria Geral do Estado de Minas Gerais. Universidade Federal do Lavras, Minas gerais.

Rodrigues Martins, A. S., Costa Quintana, A., Gularte Quintana, C., Gomes de Gomes, D., & Betti Frare, A. (2022). Aceitação e Uso do Agregador Podcast na Contabilidade no Ensino Superior: Uma Abordagem Simétrica e Assimétrica. Revista Iberoamericana de Tecnología en Educación y Educación en Tecnología, 31, e2. https://doi.org/10.24215/18509959.31.e2

Rogers, E. M. (2010). Diffusion of innovations. Simon and Schuster.

Rogers, E. M., & Williams, D. (1983). Diffusion of. Innovations (Glencoe, IL: The Free Press, 1962).

Samussone, L. B., Silveira, S. de F. R., Brunozi Júnior, A. C., Alexandre, D. C. S., & Reis, A. O. (2021). Conditioning factors for the trend in the use of information and communication technologies (ICT) in higher education in Mozambique. Research, Society and Development, 10(6), e56910616053. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.16053

Saracevic, T. (2008). Ciência da informação: Origem, evolução e relações. Perspectivas em ciência da informação, 1(1).

Souza, M. A. M. de. (2014). Aceitação do uso de tecnologia: Fatores que influenciam servidores públicos de uma instituição federal de ensino a utilizarem um sistema de informação.

Stábile, S., & Cazarini, E. W. (2003). A desconexão entre usuários e desenvolvedores de sistemas de informação e sua influência na obtenção de informação pelo decisor. Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 23.

Swanson, E. B. (1994). Information systems innovation among organizations. Management science, 40(9), 1069–1092.

Tavakol, M., & Dennick, R. (2011). Making sense of Cronbach’s alpha. International journal of medical education, 2, 53.

Taylor, S., & Todd, P. A. (1995). Understanding information technology usage: A test of competing models. Information systems research, 6(2), 144–176. https://doi.org/10.1287/isre.6.2.144

Teo, H.-H., Wei, K. K., & Benbasat, I. (2003). Predicting intention to adopt interorganizational linkages: An institutional perspective. MIS quarterly, 19–49.

Thompson, R. L., Higgins, C. A., & Howell, J. M. (1991). Personal computing: Toward a conceptual model of utilization. MIS quarterly, 125–143.

Venkatesh, V., & Brown, S. A. (2001). A longitudinal investigation of personal computers in homes: Adoption determinants and emerging challenges. MIS quarterly, 71–102. https://doi.org/10.2307/3250959

Venkatesh, V., Morris, M. G., Davis, G. B., & Davis, F. D. (2003). User acceptance of information technology: Toward a unified view. MIS quarterly, 425–478. https://doi.org/10.2307/30036540

Wang, Y.-S., Wu, M.-C., & Wang, H.-Y. (2009). Investigating the determinants and age and gender differences in the acceptance of mobile learning. British journal of educational technology, 40(1), 92–118.

Published

29/05/2022

How to Cite

LUSTOSA, M. de M.; LIMA, A. S.; ANDRIOLA, W. B.; CAVALCANTE, S. M. de A.; SARAIVA, F. de O. Use and acceptance of free and open source software at the Federal University of Ceará based on the UTAUT model. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e29811729702, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29702. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29702. Acesso em: 6 jul. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences