The University of Amazon State (UEA) as a social, economic and environmental development in the triple amazon border

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.30445

Keywords:

Teaching; Higher Education; Environmental; Triple Amazon Border; University of Amazon State

Abstract

The study aims to analyze the history of the arrival of the University of Amazon State (UEA) in Tabatinga/BR, located on the border with Letícia/CO and Santa-Rosa/PE. We carried out bibliographic, documentary and field research and, due to the pandemic situation, we chose to use WhatsApp and Google Meet to carry out interviews. The thread of the search for higher education in Alto Solimões begins with the Rondon Project, which, together with the Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul (PUCRS,) took university students to do internships, serving the needy population. In 1989, with the extinction of the project, the social agents of the region started a movement for the University of Amazonas (UA) to extend its activities to the interior of the Amazon. In the year 2000 Tabatinga is contemplated to receive a Center of the UEA starting to reconfigure the lives of the residents and the relations in the environment of the triple Amazonian border. With the various social manifestations in favor of education in Tabatinga and Alto Solimões, there was the installation of the Center for Higher Studies in Tabatinga-CSTB, which ceased to be a utopia, as well as the implementation of courses aimed at teacher training, raising capital cultural and intellectual property of the border population. As a result, social relations are gradually being modified, reflecting a significant change in the quality of basic and higher education, giving rise to new needs that require other struggles.

Author Biographies

Artemizia Rodrigues Sabino, Universidade do Estado do Amazonas

Docente do Centro de Estudos Superiores de Tabatinga/UEA. Mestra em Engenharia de Processos (UFPA). Especialista em Educação Matemática (UEA) e Licenciada em Matemática (UEA).

Eloisa Mendonça Gadelha, Universidade Federal do Amazonas

Pesquisadora do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Amazônia, da Universidade Federal do Amazonas (NEIAM/CCA/UFAM). Doutora em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (PPGCASA/UFAM).

Antonio Carlos Witkoski, Universidade Federal do Amazonas

Professor titular da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Doutor em Sociologia (UFC).

Ivanei de Melo Rodrigues, Escola Municipal Professor Ambrósio Bemerguy

Professora da rede municipal de ensino de Tabatinga. Especialista em Biologia e Química (FAC KURIOS). Licenciada em Geografia (UEA) e Licenciada em Matemática (UFAM). 

References

Bendazzoli, S. (2011). Políticas públicas de educação escolar indígena e a formação de professores ticunas no Alto Solimões/AM. Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Educação. Área de Concentração: Estado, Sociedade e Educação), Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo.

Bourdieu, P. (2017). Homo academicus. Tradução Ione Ribeiro Valle, Nilton Valle. Revisão técnica Maria Tereza de Queiroz Piacentini. UFSC.

Bourdieu, P. (2004). Os usos sociais da ciência: por uma sociologia crítica do campo cientifico. Texto revisto pelo autor com a colaboração de Patrick Champagne e Etienne Landais; tradução de Denice Barbara Catani. UNESP.

Brasil (1996). Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 9.424, de 24 de dezembro de 1996. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9424compilado.htm

Brasil (1999). Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental – PNEA e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm

Crizzotti, A. (2006). Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Vozes.

Crizzotti, A. (1995). Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Cortez.

Fensterseifer, P. E., & Johann, M. R. (2021). A indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão: uma questão prática. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, 10 (1), e36210111795. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11795

Ferrarini, S. A. (2013). Encontro de Civilizações e as origens de Tabatinga. Valer.

Fernandes, C. M. T. S. (2015). Educação na Amazônia brasileira: a importância da fixação da Universidade Federal do Amazonas no município de Benjamin Constant. 2015. 113 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus. https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5120

Frank, E. K. (2021). Projeto Rondon - Primeira Fase (1967-1989): Participação UFRGS. https://www.inf.ufrgs.br/rondon/wp-content/uploads/2020/10/Artigo_Rondon_Primeira_Fase.pdf

Freiberger, R. M. A. S. (2021). “Integrar para não entregar”: a atuação das juventudes no Projeto Rondon (1967-1969). XXIX Simpósio Nacional de História. Contra os preconceitos: História e Democracia. https://www.snh2017.anpuh.org/resources/anais/54/1502674747_ARQUIVO_Textocompleto-RafaelaMateusAntunesdosSantosFreiberger.pdf

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. Atlas.

Lacerda, L. F. (2019). Diagnóstico socioambiental da tríplice fronteira amazônica: Brail, Colômbia, Peru [recurso eletrônico]. Casa Leiria. http://www.casaleiria.com.br/acervo/olma/diagnostico.html

Leff, E. (2002). Epistemologia ambiental. Tradução de Sandra Valenzuela. Revisão técnica de Paulo Freire Vieira. (5a ed.) Revista. Cortez.

Leff, E. (2015). Saber Ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. Tradução de Lúcia Mathilde Endlich Orth. (11a ed.), Vozes.

Lüdke, M.; André, M. E. D. A. (1986). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. EPU.

Lustoza, R. M. R., Oliveira, H. A., Silva, A. R. da, & Conceição, M. M. (2021). Conselhos Humanos, Universidade e Políticas Públicas: um caminho para uma educação libertadora. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, 10 (1), e48010112032. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.12032

Morin, E. (2001). A cabeça bem feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução Elóa Jacobina. (3a ed.), Bertrand brasil.

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Informação (1985). Os 40 anos, Faculdade de Serviço Social: Ação comunitária junto aos carentes. Revista da PUCRS. Ano VIII, nº 15. Julho de 1985. https://meriva.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/6020/1/Revista%20PUCRS%20Informa%C3%A7%C3%A3o%200015.pdf.

Sousa, S. de NF, Rebello, FK, Cordeiro, LP, Cardoso, CM, & Santos, MAS dos. (2020). Educação ambiental na amazônia: contexto e prática de professores do município de Colares, no estado do Pará, Brasil. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, 9 (7), e373974173. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i7.4173

Spazziani, M. L. (2020). Educação ambiental e universidade: indícios de sustentabilidade. Appris.

Universidade do Estado do Amazonas (UEA). (2002). Relatório de gestão 2002. http://www.pdi.uea.edu.br/categoria.php?area=C52

Universidade do Estado do Amazonas (UEA). (2007). Projeto Pedagógico Institucional. http://www.pdi.uea.edu.br/categoria.php?area=C21

Published

04/06/2022

How to Cite

SABINO, A. R.; GADELHA, E. M.; WITKOSKI, A. C.; RODRIGUES, I. de M. The University of Amazon State (UEA) as a social, economic and environmental development in the triple amazon border . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e55311730445, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.30445. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/30445. Acesso em: 13 aug. 2022.

Issue

Section

Education Sciences