Reusing resources and transforming the future through Environmental Education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i10.32185

Keywords:

Environmental education; Kitchen oil; Recycling; Sustainability.

Abstract

The ecological moment needs to use all knowledge and experience for the implementation of sustainability in all the fields of social reality. Then, the actual Environmental Education should spread “Ecoeducation” related to the lack of information that involves the correct destination and use of some waste, especially domestic waste. This article had a practical and theoretical foundation in a university extension Project developed at the Universidade do Estado de Minas Gerais, João Monlevade Unit, which used Environmental Education to collect and reuse cooking oil already used in food preparation. Initially structured to be develped in person at the elementar schools of João Monlevade, Minas Gerais, the Project hat to undergo adaptations due to the changes caused by the remote classes implemented during the year 2021, because of the pandemic caused by Covid-19. The Project aimed to collect cooking oil to be reused in the manufacture of soap and other products. As it was not possible to develop actions in schools, the project team used social media to raise awareness of the correct disposal importance and reuse of cooking oil. Thus, in partnership with some agencies of the local city hall, some places called “Ecopoints” were installed to collect the oil that would be aimed for recycling. The project has been received well through the participation of the local population and demonstrated that, if properly guided, individuals can collaborate with sustainable practices, in a joint effort to consolidate socio-environmental attitudes.

Author Biography

Telma Ellen Drumond Ferreira, Universidade do Estado de Minas Gerais

Doutoranda e Mestra em Educação.

References

Amato Neto, J. (2011). Os desafios da produção e do consumo sob novos padrões sociais e ambientais. In: Amato Neto, Jr. (org.) (2011). Sustentabilidade & Produção: teoria e prática para uma gestão sustentável. Atlas.

Boff, L. (2012). Sustentabilidade: o que é, o que não é. Editora Vozes.

Brasil. (1999). Lei n. 9.795, de 27 de abril de 1999. Política Nacional de Educação Ambiental. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 27 de abril 1999. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9795.htm.

Brasil. (2010). Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Altera a Lei nº. 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília: Câmara dos Deputados, n. 81, 2010.

Costa, A. R. S., Ximenes, T. C. F., Ximenes, A. F. & Beltrame, L. T. C. (2015). O processo da compostagem e seu potencial na reciclagem de resíduos orgânicos. Revista Geama. 1(2), 116-30. http://www.journals.ufrpe.br/index.php/geama/article/view/503.

Cotta, J. A. O., Brandão, J. F. C., Ferreira, T. E. D., Souza, R. A. S. O., Souza, a. P., Silva, F. E. & Cota, D. L. S. (2021). Educação Ambiental em tempos de pandemia: uma experiência na instituição de ensino Liber, João Monlevade, Minas Gerais. Research, Society and Development. 10(4), 1-17. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i4.XXXXX.

Ferreira, R. O. F. & Souza, A. M. (2021). Saberes ambientais nos livros indígenas: uma proposta de educação ambiental a partir das árvores. Revista Engenharia de Interesse Social. 5(6), 97-115. https://doi.org/10.35507/25256041/reis.v5i6.

Gil, A. C. (2012). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. (6a ed.), Atlas.

Gontijo, J. R. M., Fagiani, C. C. & Previtali, F. S. (2022). Desafios para uma formação e desenvolvimento profissional docente que possibilite uma educação de qualidade e humanizada. Research, Society and Development. 1(7), 1-14. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v11i729378.

G1. (2019) Lixo Doméstico, problema global.

https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/especial-publicitario/falando-de-sustentabilidade/noticia/2019/01/07/lixo-domestico-problema-global.ghtml.

Guimarães, M. A. (2015). Dimensão Ambiental da Educação. Papirus. 120 p.

Justino, M. N. (2011). Pesquisa e recursos didáticos na formação e prática docentes. IBPEX.

Leão, G. R. (2016). Técnica de descarte. Uma análise do comportamento dos indivíduos e a maneira de destinar seus resíduos. Revista Engenharia de Interesse Social. 1(1), 1-11. https://doi.org/10.35507/25256041/reis.v1i1.1442.

Medeiros, A. B., Mendonça, M. J. S. L., Sousa, G. L. & Oliveira, I. P. A. (2011). Importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, 4(1), 1-17. http://revista.fmb.edu.br/index.php/fmb/article/view/30.

Organização das Nações Unidas – ONU. (1987). Relatório Brundtland: nosso futuro comum. Assembleia Geral da ONU.

Organização das Nações Unidas – ONU. (1983). Declaração sobre os Direitos dos Povos ao Desenvolvimento. Viena.

Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso. (2008). Programa de coleta seletiva de óleo de cozinha usado. www.paraiso.mg.gov.br.

Rabelo, R. A. & Ferreira, O. M. (2008). Coleta seletiva de óleo residual de fritura para aproveitamento industrial. Goiânia: UCG, 221 p.

Rodriguez, J. M. M. & Silva, E. V. (2009). Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: problemática, tendências e desafios. Fortaleza: Editora UFC, 241 p.

Sato, M., Silva, R. & Jaber, M. (2018). Educação Ambiental: tessituras da esperança. Cuiabá: Editora da UFMT, 103 p.

Published

01/08/2022

How to Cite

FERREIRA, T. E. D. .; FERREIRA NETO, J. A. .; SILVA, L. Q. da .; DIAS, M. D. F. .; DIAS, N. A. Reusing resources and transforming the future through Environmental Education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 10, p. e302111032185, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i10.32185. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32185. Acesso em: 3 oct. 2022.

Issue

Section

Engineerings