A Systematic Review on mathematical modeling in high school

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i10.32431

Keywords:

Mathematical modeling; High school; Teaching-learning; Problem situations.

Abstract

This theoretical article aims to analyze the results of national productions on the state of knowledge in academic research on Mathematical Modeling in High School. The methodological procedures were through bibliographic research, through a systematic review of the literature, a method that provides the search for the necessary knowledge about the theme in the area of ​​Teaching and Mathematical Education. The articles were collected from the following databases: SciELO and CAPES Journal Portal, the search was carried out in the months of November and December 2020. Based on the results of the studies of this review, it was possible to realize that the focus of the research is centered on the reflections and reports of experiences of teachers and students about modeling activities in high school classrooms. He also pointed out that the authors of the analyzed studies highlight, as a positive aspect, the contribution of other areas of knowledge in the applicability of mathematical knowledge and in solving problem situations related to students' daily lives. From the analysis, we conclude that Mathematical Modeling is a consolidated practice in Mathematics Education, and contributes significantly to the development of students' learning during the educational process.

References

Biembengut, M.S. (2016). Modelagem na Educação Matemática e na Ciência. São Paulo: Livraria da Física.

Braga, R. M. & Souza, A. M. (2019). Boneco Trapezista: Trigonometria via Modelagem Matemática com o auxílio do Geogebra. Revista Cocar, 27, 637-659.

BRASIL (2000). Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio, Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias, Brasília, p. 46.

Burak, D. (1992). Modelagem Matemática: ações e interações no processo de ensino- aprendizagem. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 1992. Campinas-SP, 460f.

Costa, F. & Almeida, M. (2017). Função tangente: desenvolvendo esse tipo de função com a Modelagem Matemática. Horizontes-Revista de Educação, 10, 114-130. doi:https://doi.org/10.30612/hre.v5i10.8549

Ferreira, C. C. & Ferreira, V. L. D. (2019). Desenvolvimento de Técnicas de Visualização e Modelagem do Desenho 3D para Estudantes do Ensino Médio da Cidade de Bagé–RS: um Estudo de Caso. Revista Iberoamericana de Tecnología en Educación y Educación en Tecnología, 23, e05-e05. DOI: https://doi.org/10.24215/18509959.23.e05

Hohenwarter, M., & Preiner, J. (2007). Dynamic mathematics with GeoGebra. Journal of online Mathematics and its applications, 7, 1448.

Martins, T. V., Doering, L. R. & Bartz, M. D. B. (2017). Utilização do GeoGebra na resolução de problemas físicos: uma possibilidade para a Modelagem Matemática na Educação Básica. Revista Thema, 2, 225-235. doi: https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.225-235.457

Mendes, L. O. R. & Pereira, A. L. (2020). Revisão sistemática na área de Ensino e Educação Matemática: análise do processo e proposição de etapas. Educação Matemática Pesquisa, 3, 196-228. doi:https://doi.org/10.23925/1983-3156.2020v22i3p196-228

Nascimento, E. R. F. et al. (2017). Matemática acessível: palestras que promovem a contextualização como ferramenta motivadora. Revista Ciência em Extensão, 1, p. 112-127.

Nascimento, R. A. (2018). Monocórdio: contextualizando a Matemática por meio da Música. REMAT: Revista Eletrônica da Matemática, 1, 132-146. doi: https://doi.org/10.35819/remat2018v4i1id2751

Neves, J. C. M. et al. (2019). Estudo do ensaio de tração do aço LN-28 por meio da Modelagem Matemática: uma experiência com alunos do Curso Técnico em Fabricação Mecânica. REMAT: Revista Eletrônica da Matemática, 2, 43-55. doi:10.35819/remat2019v5i2id3355

Pinheiro, T. C. S.; Alves, F. J. C. & Silva, M. P. S. C. (2016). Aprendizagem matemática no contexto educacional ribeirinho: a análise de registros de representação semiótica em atividade de Modelagem Matemática. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 246, 339-355. doi: https://dx.doi.org/10.1590/S2176-6681/364114040

Reis, E. F. Quartieri, M. T. & Strohschoen, A. A. G. (2017). Modelagem Matemática e Biologia associadas para estudo da leishmaniose no ensino médio. REAMEC-Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, 1, 38-47. doi: 10.26571/2318-6674.a2017.v5.n1.p38-47.i5340

Ribeiro, F.D. (2008). Jogos e modelagem na educação matemática. Curitiba: Editora Ibpex.

SILVA, N. R. da; ALMEIDA, J. J. P. de. Modelagem matemática: uma alternativa metodológica para o ensino básico. Research, Society and Development, v. 8, n. 3, p. e4083805, 2019. DOI: 10.33448/rsd-v8i3.805.

Silva, S. C., Silva, F. S. & Madruga, Z. E. F. (2019). Software Modellus e Modelagem Matemática: um estudo sobre a aprendizagem de função quadrática. Revista Thema, 4, 795-809. doi: https://doi.org/10.15536/thema.V16.2019.795-809.1232

Stewart, J. (2013). Cálculo. 7.ed. São Paulo: Cengage Learning.

Vasconcelos, E. S. et al. (2020). Contribuições do espaço museal para a aprendizagem em ciências: um estudo contextualizado sobre os elementos químicos. Revista Insignare Scientia-RIS, 1,1-22. doi: https://doi.org/10.36661/2595-4520.2020v3i1.11022

Vertuan, R. E.& Almeida, L. M. W. (2016). Práticas de monitoramento cognitivo em atividades de Modelagem Matemática. Bolema: Boletim de Educação Matemática, 56, 1070-1091. doi:https://doi.org/10.1590/1980-4415v30n56a12.

Published

26/07/2022

How to Cite

SANTOS, R. T. F. dos .; LIMA, T. M.; COSTA, V. dos A.; SANTOS, E. de O.; SILVEIRA, L. L. S. . A Systematic Review on mathematical modeling in high school . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 10, p. e167111032431, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i10.32431. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32431. Acesso em: 1 oct. 2022.

Issue

Section

Review Article