Inclusion of food and nutrition education in school curricula

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i10.33042

Keywords:

Food and Nutritional Education; Teaching; Cross-cutting Themes; Interdisciplinarity; Curricular organization.

Abstract

This study aimed to investigate and analyze the needs and capacities of the public school system of Porto Alegre for the application of Law nº 13.666 / 2018. A descriptive cross-sectional design was used. A total of 114 elementary school teachers answered a qualitative questionnaire, through Web 2.0, composed of 14 closed questions. The main results were: i) most participants apply Food and Nutrition Education (EAN); ii) there is an association between the application of the EAN and the area of initial training, insufficient knowledge and the teacher's view of the relationship between the EAN and the subject taught; iii) low training in EAN; iv) the need for the management body to be involved; v) recognition of the EAN (91.2% answered that this is not a barrier). It is concluded that, despite the presence of barriers in the teaching area, a mark of disciplinary fragmentation, an emphasis was given to the role of the managing body in this process application of Law nº 13.666 / 2018.

References

Abarca-Gómez, L., et al. (2017). Worldwide trends in body-mass index, underweight, overweight, and obesity from 1975 to 2016: a pooled analysis of 2416 population-based measurement studies in 128.9 million children, adolescents, and adults. The Lancet. 390(10113): 2627-2642.

Araya, J. F. B., & Fonseca, A. B. (2017). Percepção de professores sobre ensino de temas de alimentação e nutrição: Análise comparada Chile-Brasil. In: CONGRESO Iberoamericano de Educación Científica, 9; Seminario de Inclusión Educativa y Sociodigital, 1. – Educación científica e inclusión sociodigital (CIEDUC 2017). Actas del... [S.l.]: Servicio de Publicaciones. p. 551-560.

Bezerra, J. A. B. (2018). Educação alimentar e nutricional: articulação de saberes. Edições UFC.

Bezerra, K. F. Y., Capuchinho, L. C. F. M., & Pinho, L. (2015). Conhecimento e abordagem sobre alimentação saudável por professores do ensino fundamental. Demetra: alimentação, nutrição & saúde. 10(1):119-131.

Brasil. (2009). Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica. Brasília: Diário Oficial da União.

Brasil. (2018a). Lei nº 13.666, de 16 de maio de 2018. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), para incluir o tema transversal da educação alimentar e nutricional no currículo escolar. Brasília: Diário Oficial da União.

Brasil. (1996). Lei nº 9.347, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Diário Oficial da União.

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. (2002). Despacho do Ministro sobre Parecer CNE/CP 009/2001: Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília: Ministério da Educação.

Brasil. Ministério da Educação. (2017). Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação.

Brasil. Ministério da Saúde. (2018b). Caderno de atividades: Promoção da Alimentação Adequada e Saudável: Ensino Fundamental. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2019b). Caderno de atividades: Promoção da Alimentação Adequada e Saudável: Ensino Fundamental II. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2014). Guia alimentar para a população brasileira. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2019a). Guia alimentar para crianças menores de 2 anos. Brasília: Editora do Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. (2012). Marco de referência de educação alimentar e nutricional para as políticas públicas. Brasília: MDS.

Brasil. (2006). Resolução nº 1/2006, de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Brasília: Diário Oficial da União.

Camozzi, A. B. Q., et al. (2015). Promoção da Alimentação Saudável na Escola: realidade ou utopia? Cadernos Saúde Coletiva. 23(1):32-37.

Cervato-Mancuso, A. M., Vincha, K. R. R., & Santiago, D. A. (2016). Educação Alimentar e Nutricional como prática de intervenção: reflexão e possibilidades de fortalecimento. Physis: Revista de Saúde Coletiva. 26: 225-249.

Chiari, A. P. G., et al. (2018). Rede intersetorial do Programa Saúde na Escola: sujeitos, percepções e práticas. Cadernos de Saúde Pública. 34: e00104217.

Corrêa, H. W., Toassi, R. F. C., & Firmino, L. B. (2018). Programa Saúde na Escola: potencialidades e desafios na construção de redes de cuidado. Saúde em Redes. 4(3): 37-47.

Cotton, W., et al. (2020). The effect of teacher-delivered nutrition education programs on elementary-aged students: An updated systematic review and meta-analysis. Preventive Medicine Reports. 20: 101178.

Da Silva, W. G., et al. (2020). Análise das estratégias de educação nutricional contra a obesidade infantil em escolas municipais do interior paraibano. Revista Eletrônica Acervo Saúde. 12(8): e3377-e3377.

Da Motta, M. B., & Teixeira, F. M. (2012). Educação alimentar na escola por uma abordagem integradora nas aulas de ciências. Revista Inter Ação. 37(2): 359-380.

De Carvalho, M. R. V. (2018). Perfil do professor da educação básica. Relatos de Pesquisa. 41: 68-68.

De Souza, L. H., et al. (2016). Interdisciplinaridade e fragmentação dos saberes: concepções de educadores do Ensino Médio Politécnico. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. 16(1): 129-147.

De Souza, M. T. C. C. (1998). Temas transversais em educação: Bases para uma educação integral. Educação & Sociedade. 19(62): 179-183.

Fiore, E. G., et al. (2012). Abordagem dos temas alimentação e nutrição no material didático do ensino fundamental: interface com segurança alimentar e nutricional e parâmetros curriculares nacionais. Saúde e Sociedade. 21(4): 1063-1074.

FNDE. Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação. (2019). Educação Alimentar e Nutricional – EAN. Brasília: FNDE.

FNDE. Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação. (2015). Livros didáticos terão mensagens sobre alimentação saudável. Brasília: FNDE.

Garrido-Fernández, A., et al. (2020). Promotion of Healthy Eating in Spanish High Schools. Nutrients. 12(7): 1979.

Gatti, B. A. (2010). Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação & Sociedade. 31(113): 1355-1379.

Gerhard, A. C., & Da Rocha Filho, J. B. (2012). A fragmentação dos saberes na educação científica escolar na percepção de professores de uma escola de ensino médio. Investigações em Ensino de Ciências. 17(1): 125-145.

Gerhardt, T. E., & Silveira, D. T. (org.). (2009). Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Grzybovski, D. (2005). Revisão teórica sobre pesquisa quantitativa, mensuração, amostragem e análise multivariada. Texto para Discussão. 13: 2-20.

Gürel, F. S., Gemalmaz, A., & Dişçigil, G. (2004). Nutritional knowledge, source of nutritional knowledge and physical activity status of a group of primary school teachers. Meandros Medical And Dental Journal. 5(3): 21-26.

Hirano, S. (org.). (1979). Pesquisa Social: projeto e planejamento: Queiroz.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2016). Pesquisa Nacional de Saúde Escolar - PeNSE: 2015. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Jones, A. M., & Zidenberg-Cherr, S. (2015). Exploring nutrition education resources and barriers, and nutrition knowledge in teachers in California. Journal of nutrition education and behavior. 47(2): 162-169.

Kupolati, M. D., et al. (2016). Nutrition education practices of primary school teachers in a resource-constrained community in Gauteng, South Africa. Ecology of food and nutrition. 55(3): 279-291.

Lee, J., & Hong, Y. (2015). Identifying barriers to the implementation of nutrition education in South Korea. Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition. 24(3): 533-9.

Li, F., et al. (2020). Nutrition Education Practices of Health Teachers from Shanghai K-12 Schools: The Current Status, Barriers and Willingness to Teach. International Journal of Environmental Research and Public Health. 17(1): 86.

Lobstein, T., et al. (2015). Child and adolescent obesity: part of a bigger picture. The Lancet. 385(9986): 2510-2520.

Macdonald, P. L., & Gardner, R. C. (2000). Type I error rate comparisons of post hoc procedures for I j Chi-Square tables. Educational and psychological measurement. 60(5): 735-754.

Mackedanz, L. F., & Da Rosa, L. S. (2016). O discurso da interdisciplinaridade e as impressões docentes sobre o ensino de Ciências Naturais no Ensino Fundamental. Revista Thema. 13(3): 140-152.

Magalhães, R. (2015). Constrangimentos e oportunidades para a implementação de iniciativas intersetoriais de promoção da saúde: um estudo de caso. Cadernos de Saúde Pública. 31: 1427-1436.

Maia Brasil, E. G., et al. (2017). Adolescent health promotion and the School Health Program: complexity in the articulation of health and education. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 51.

Maito, P. E. E. (2017). Educação Alimentar e Nutricional no ambiente escolar: uma revisão narrativa sobre as possibilidades de atuação do pedagogo. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

Marinho, J. C. B., Silva, J. A. da., & Ferreira, M. (2015). A educação em saúde como proposta transversal: analisando os Parâmetros Curriculares Nacionais e algumas concepções docentes. História, Ciências, Saúde-Manguinhos. 22(2): 429-444.

Martins, N. H. S. P., Salvador, D. F., & Luz, M. R. M. P. (2020). O mal-estar docente nas discussões sobre ensino nutrição: falas de professoras da educação básica em fóruns virtuais. Trabalho, Educação e Saúde. 18(3).

McCaughtry, N., et al. (2011). Urban health educators’ perspectives and practices regarding school nutrition education policies. Health education research. 27(1): 69-80.

MEC. Ministério da Educação. (2019). Temas Contemporâneos Transversais na BNCC: Contexto Histórico e Pressupostos Pedagógicos. Brasília: Ministério da Educação.

Metos, J. M., Sarnoff, K., & Jordan, K. C. (2019). Teachers’ perceived and desired roles in nutrition education. Journal of School Health. (89)1: 68-76.

Moreira, D. M., & Strieder, D. M. (2019). O livro didático e suas relações com a educação alimentar. Revista Brasileira de Iniciação Científica. 6(7): 108-124.

Neves, G. C. (2020). Educação alimentar e nutricional: análise de concepções de professores de ciências e dos materiais didáticos que utilizam. Dissertação (Mestrado em Ensino e Processos Formativos). Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto.

OMS. Organização Mundial de Saúde et al. (2016). Report of the Commission on Ending Childhood Obesity. Geneva: OMS.

OMS. Organização Mundial de Saúde et al. (2017). Report of the Commission on Ending Childhood Obesity: implementation plan: executive summary. Geneva: OMS.

Pereira, D. S., et al. (2017). Formação continuada sobre alimentação e nutrição: análise da contribuição na prática docente. Em Rede-Revista de Educação a Distância. 4(1): 174-190.

Piccoli, L., Johann, R., & Corrêa, E. N. (2010). A educação nutricional nas séries iniciais de escolas públicas estaduais de dois municípios do oeste de Santa Catarina. Nutrire. 35(3): 1-15.

Pipitone, M. A. P., et al. (2003). Educação nutricional no programa de ciências para o Ensino Fundamental. Saúde em Revista. 5(9): 29-37.

Ramos, F. P., Santos, L. A. da S., & Reis, A. B. C. (2013). Educação alimentar e nutricional em escolares: uma revisão de literatura. Cadernos de Saúde Pública. 29: 2147-2161.

Rangel, C. N. et al. (2014). Teaching and learning about food and nutrition through science education in Brazilian schools: an intersection of knowledge. Ciência & saúde coletiva. 19: 3915-3924.

Raupp, F. M., & Beuren, I. M. (2003). Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In: Longaray, A. & Beuren, I. M. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade. São Paulo: Atlas.

Richardson, R. J. (1999). Pesquisa social: métodos e técnicas: Atlas.

Rocha, A. S., & Facina, V. B. (2017). Professores da rede municipal de ensino e o conhecimento sobre o papel da escola na formação dos hábitos alimentares dos escolares. Ciência & Educação. 23(3): 691-706.

Santos, L. A. S. (2012). O fazer educação alimentar e nutricional: algumas contribuições para reflexão. Ciência & Saúde Coletiva. 17(2): 453-62.

Silva, G. A. P., Costa, K. A. O., & Giugliani, E. R. J. (2016). Infant feeding: beyond the nutritional aspects. Jornal de Pediatria. 92(3): S2-S7.

Silva, D. F. S., & Garcia, R. N. (2018). Investigações a respeito do conhecimento e abordagem sobre alimentação e nutrição por professores de ciências do ensino fundamental II na cidade de Petrolina – PE. Experiências em Ensino de Ciências. 13(2): 80-103.

Soares, A. C. F., Lazzari, A. C. M., & Ferdinandi, M. N. (2009). Análise da importância dos conteúdos da disciplina de educação nutricional no ensino fundamental segundo professores de escolas públicas e privadas da cidade de Maringá – Paraná. Revista Saúde e Pesquisa. 2(2): 179-184.

Sobrinho, R. A. S., et al. (2017). Percepção dos profissionais da educação e saúde sobre o programa saúde na escola. Revista Pesquisa Qualitativa. 5(7): 93-108.

Unicef. United Nations Children’s Fund. (2019). Prevenção da obesidade. Brasília: Unicef.

Vergara, S. C. (2000). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.

Vieira, L. S., & Belisário, S. A. (2018). Intersetorialidade na promoção da saúde escolar: um estudo do Programa Saúde na Escola. Saúde em Debate, 42: 120-133.

Zancul, de S. M. (2017). Educação alimentar na escola: para além da abordagem biológica. Temas em Educação e Saúde. 13(1): 14-23.

Published

10/08/2022

How to Cite

WEIRICH, J.; MENTI, M. de M. Inclusion of food and nutrition education in school curricula. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 10, p. e545111033042, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i10.33042. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/33042. Acesso em: 2 oct. 2022.

Issue

Section

Teaching and Education Sciences