The didactic laboratory and teacher training: investigating the context and conceptions of chemistry teachers

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i14.36376

Keywords:

Chemistry teaching; Teacher training; Didactic laboratory.

Abstract

Chemistry is an experimental science, therefore, for the teaching and learning process to be more relevant to students, it is important to carry out experimental activities. This study aimed to analyze the context of the Teachers of the Chemistry curricular component, assigned to Public High Schools, regarding the use of the laboratory and the execution of experimental activities. This research consisted in the application of a questionnaire to 32 teachers who teach the Chemistry component. It was possible to observe that most teachers, even facing challenges, such as lack of structure and investment, carry out experimental activities to demonstrate the topics covered in the classroom in a practical way for students. It is concluded that it is important that experimental activities are present in the teaching of chemistry, enabling teachers and students to learn the theories of science, and also to build school knowledge from questioning, discussion of arguments and validation of these arguments.

Author Biographies

Blanchard Silva Passos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Graduated in Chemistry (Licentiate) from the Federal University of Ceará (UFC/2007), Specialization in Professional Education from the Federal Institute of Education of Ceará (IFCE/2011). He is currently studying Masters in Science and Mathematics Teaching at IFCE, Fortaleza campus. He is Professor of Chemistry at the Ceará State Education Network (SEDUC-CE) with an effective bond.   Ícone "Verificada pela comunidade"  

Ana Karine Portela Vasconcelos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

PhD in Civil Engineering (UFC), Professor at the Federal Institute of Ceará (IFCE) in the Master's in Science and Mathematics Teaching (PPGECM/IFCE) and PhD in Network (Renoen)   Ícone "Verificada pela comunidade"  

References

Alison, R. B., & Leite, A. E. (2016). Possibilidades e dificuldades do uso da experimentação no ensino da física. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor-Caderno PDE (Versão online), 1, 1-29.

Almeida, G. C. F. (2010). Experiência e prática docente: diálogos pertinentes

Alves, M. (2013). Como escrever teses e monografias: um roteiro passo a passo (Vol. 2). Elsevier Brasil.

Amauro, N. Q., Souza, P. V. T., & Mori, R. C. (2018). As Funções Pedagógicas da Experimentação no Ensino de Química. Multi-Science Journal, 1(3), 17–23.

Andrade, M. L. F. D., & Massabni, V. G. (2011). O desenvolvimento de atividades práticas na escola: um desafio para os professores de ciências. Ciência & Educação (Bauru), 17, 835-854

Bedin, E. (2019). Filme, experiência e tecnologia no ensino de ciências química: uma sequência didática. Revista de Educação, Ciências e Matemática, 9(1).

Berezuk, P. A., & Inada, P. (2010). Avaliação dos laboratórios de ciências e biologia das escolas públicas e particulares de Maringá, Estado do Paraná. Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, 32(2), 207-215.

Brasil. Ministério da Educação. (2017). Base Nacional Comum Curricular.

Chassot, A. (2003). Alfabetização científica: uma possibilidade para a inclusão social. Revista brasileira de educação, 89-100.

Catelan, S. S., & Rinaldi, C. (2018). A atividade experimental no ensino de ciências naturais: contribuições e contrapontos. Experiências em Ensino de Ciências, 13(1), 306-320.

Costa, D. K. D. (2014). A Química e áreas afins como escolha profissional de estudantes do ensino médio: influências do educar pela pesquisa e das unidades de aprendizagem.

Costa, G. R., & Batista, K. M. (2017). A importância das atividades práticas nas aulas de ciências nas turmas do ensino fundamental. Revista de Educação da Universidade Federal do Vale do São Francisco, 7(12).

Delizoikov, D. & angotti, J. A. (2000). Metodologia do Ensino de Ciências. São Paulo, Ed. Cortez. (Série formação do Professor).

Frozza, E., & Pastoriza, B. dos S. (2021). Discursos sobre a experimentação na formação de professores de Química. Interfaces da Educação, 12(35), 64–90.

Gaspar, A., & Monteiro, I. C. D. C. (2004). Atividades experimentais de demonstração em sala de aula: orientações e justificativas a partir da teoria de Vigotsky. IX Encontro de Pesquisa de Física.

Giordan, M. (1999). O papel da experimentação no ensino de ciências. Química nova na escola, 10(10), 43-49.

Hodson, D. (1990). A critical look at practical work in school science. School science review, 71(256), 33-40.

Lins, A. A. B., & Anic, C. C. (2022). Professores não licenciados na educação profissional: seus saberes, suas práticas. Olhares: Revista do Departamento de Educação da Unifesp, 10(1).

Lisboa, J. C. F. (2015). QNEsc e a seção experimentação no ensino de química. Química Nova na Escola, 37(2), 198-202.

Machado, P. F. L., & Mol, G. D. S. (2008). Experimentando química com segurança. Química nova na escola, 27(1), 57-60.

Moreira, M. A. (2021). Desafios no ensino da física. Revista Brasileira de Ensino de Física, 43.

Munford, D., & Lima, M. E. C. D. C. (2007). Ensinar ciências por investigação: em quê estamos de acordo?. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), 9, 89-111.

Pachane, G. G., & de Aguiar Pereira, E. M. (2004). A importância da formação didático-pedagógica e a construção de um novo perfil para docentes universitários. Revista Iberoamericana de Educación, 35(1), 1-13.

Passos, B. S., Vasconcelos, A. K. P., & Silveira, F. A. (2022). Ensino de Química e Aprendizagem Significativa: uma proposta de Sequência Didática utilizando materiais alternativos. Revista Insignare Scientia-RIS, 5(1), 610-630.

Saraiva, F. A., Vasconcelos, A. K. P., Lima, J. A., & Sampaio, C. G. (2017). Atividade Experimental como Proposta de Formação de Aprendizagem Significativa no Tópico de Estudo de Soluções no Ensino Médio. Revista Thema, 14(2), 194-208.

Silveira, F. A., Vasconcelos, A. K. P., & de Goes Sampaio, C. (2022). Experimentação investigativa no tópico chuva ácida: estratégia de ensino na formação inicial docente consoante o contexto da aprendizagem significativa. Ensino de Ciências e Tecnologia em Revista–ENCITEC, 12(1), 119-136.

Silveira, F. A., & Vasconcelos, A. K. P. (2022). The use of Concept Maps as an evaluative resource in the theme Acid Rain in Higher Education. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, 13(5), 1-23.

Schnetzler, R. P., & Aragão, R. M. R. (1995). Importância, sentido e contribuições de pesquisas para o ensino de química. Química Nova na escola, 1(1), 27-31.

Silva, L. D. A., & Zanon, L. B. (2000). A experimentação no ensino de ciências. Ensino de Ciências: fundamentos e abordagens. Piracicaba: CAPES/UNIMEP, 120-153.

Soussan, G., & Freitas, G. (2003). Como ensinar as ciências experimentais: didática e formação. Unesco.

Vasconcellos, C. D. S. (2002). Planejamento: projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. São Paulo: Libertad.

Published

25/10/2022

How to Cite

PASSOS, B. S. .; VASCONCELOS, A. K. P. The didactic laboratory and teacher training: investigating the context and conceptions of chemistry teachers. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 14, p. e220111436376, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i14.36376. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/36376. Acesso em: 26 nov. 2022.

Issue

Section

Teaching and Education Sciences