Costs of implementing and managing cut sunflower in an organic planting system in the Municipality of Laranjeiras do Sul, State of Paraná (PR), Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v13i3.45135

Keywords:

Helianthus annuus L; Inputs; Technical coefficient; Flowers.

Abstract

The flower market is constantly expanding in Brazil, demanding more and more quality in the products sold. The cultivation of ornamental cut sunflower (Helianthus annuus L.) is included in the categories of expanding flowers in the country and its organic cultivation is a possibility of generating income, but there are few studies on its economic aspects Therefore, the objective of this research was to determine the main technical coefficients and costs of implementing and managing 0.5 hectares of cut sunflower in an organic production system in Laranjeiras do Sul/PR. Thus, the study was divided into three distinct stages. The first was carried out through bibliographical research, aiming to outline the aspects of planting cut sunflowers in an organic plantation, highlighting their processes and needs. The second stage of the research refers to carrying out the installation of an experiment with the aim of validating the proposed study. Finally, the third stage refers to the determinations of the main technical coefficients and their costs. The summary of the cost results for the implementation and management of 0.5 hectare of sunflower for ornamental cutting in an organic system in the region of Laranjeiras do Sul were R$: 190,757.40, with the largest expenses being related to inputs (97, 71%), then referring to mechanized operations (1.31%), manual operations (0.92%) and finally with other inputs representing 0.05%. The most significant components of the cost were inputs, which added up to greater values in the experiment installation process.

References

Alvares, C. A., Stape, J. L. Sentelhas, P. C. Gonçalves, J. L. M., & Sparovek, G. (2013). Koppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrif, 22(6), 711-728.

Assis, R. L. (2006). Desenvolvimento rural sustentável no Brasil: perspectivas a partir da integração de ações públicas e privadas com base na agroecologia. Economia Aplicada, 10(1), 75–89.

Ayres, M. I. C., Puente, R. J. A., Neto, J. G. F., Uguen, K., & Alfaia, S. S. (2020). Defensivos naturais: manejo alternativo para pragas e doenças. INPA. Manaus, AM.

Azzolini, B., Forner, C., Gorczyca, J. R., Barnardi, E. A., & Silveira, E. R. (2007). Diferença no preço de produtos convencionais e orgânicos e o perfil socioeconômico do consumidor de orgânico. Synergismusscyentifica, 2(1), 1-3.

Barbosa, E. A., Koyama, A. H., Telles, C. C., Viana, F. A. P., & Junqueira, A. M. R. (2018, setembro). Produção de flores sob sistema de cultivo de base agroecológica como alternativa de geração de emprego e renda na agricultura familiar. In Anais do 6º Congresso Latino-americano de agroecologia, Brasília, DF.

Beserra, G. A., Silva, J. V. B., Ribeiro, F. W., Silva, A. C., & Araújo, M. S. (2018, setembro) Viabilidade econômica da implantação da cultura de girassol na região sudeste de Goiás. In Anais da Semana de Ciências Agrárias e Jornada da Pós-Graduação em Produção Vegetal, Ipameri, GO.

Castro, C., Castiglioni, V. B. R., Balla, A., Leite, R. M. V. B. C., Karam, D., Mello, H. C., Guedes, L. C. A., & Farias, J. R. B. A. (1997). A cultura do girassol. Londrina: EMBRAPA-CNPSo, 36p. (Embrapa-CNPSo. Circular Técnica, 13).

Caviglione, J. H., Kiihl, L. R. B., Caramori, P. H., & Oliveira, D. (2000). Cartas climáticas do Paraná, Londrina: IAPAR. CD ROM.

Costa, S. S., Santos, J. S. C., Silva, B. B. C., Grzebieluckas, C., & Júnior, L. R. S. (2019, dezembro). Floricultura tropical: aspectos gerais de produção e comercialização em Mato Grosso – MT. In Anais do 21º Encontro Internacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, São Paulo, SP.

Dola, S., Santos, E. R., Lima, C. S. M., & Leandrini, J. A. (2023). Custos de implantação de videira cultivares Bordô, Niágara Branca e Rosada em sistema de condução em espaldeira no município de Nova Laranjeiras-PR. Research, Society andDevelopment, 12(3), 1-11.

Embrapa. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. (2006). Sistema brasileiro de classificação de solos. (2a ed.). Brasília, DF.

Embrapa. (2010). Manejo da cultura do girassol – uma abordagem técnica de uso prático. Pelotas, RS.

Fonseca, M. C. A., Soares, N. Z. D., Fernandes, R. R., & Veloso, M. D. M. (2021). Efeito de diferentes concentrações de chumbo na germinação e desenvolvimento de helianthusannuus, girassol ornamental – cultivar anão de jardim. In Anais do 15º Fórum de Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão, Montes Claros, MG.

Gazzola, A., Ferreira Jr, C. T. G., Cunha, D. A., Bortolini, E., Paiao, G. D., Primiano, I. V., Pestana, J., D’Andréa, M. S. C., & Oliveira, M. S. (2012, junho). A cultura do girassol (Trabalho Acadêmico). Universidade de São Paulo, Piracicaba, SP.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. (6a ed.). Atlas.

Godinho, V. P. C., Utumi, M. M., Brogin, R. L., Oliveira, S. J. M., Botelho, F. J. E., Passos, A. M. A., Araújo, L. V., Castro, C., & Carvalho, C. G. P. (2012) Custo de produção de girassol safrinha, em plantio direto, na região de Vilhena, Rondônia, safra 2011/12. EMBRAPA-CPAO, 4p. (Embrapa-CPAO. Comunicado Técnico, 387).

Ibraflor - Instituto Brasileiro de Floricultura. (2021) Números do setor. Holambra, SP.

Lima, C. S. M., Manica-Berto, R., Silva, S. J. P., Betemps, D. K., & Rufato, A. R. (2009). Custos de implantação e condução de pomar de Physalis na região sul do estado do Rio Grande do Sul. Ceres, 56(5), 555-561.

Lima, G. S., Lima, C. S. M., Leandrini, J. A., Oliveira, R. J., & Baranek, E. J. (2022). Custos de implantação e condução de gladíolo no sistema de plantio direto orgânico em Laranjeiras do Sul/PR. Research, Society and Development, 11(16), 1-10.

Penteado-Junior, J. F., May-de-Mio, L. L., Monteiro, L., & Gayer Neto, W. (2008). Apropriação e análise de custo de implantação de pomar de pessegueiro. Scientia Agraria, 9(1), 117-122.

Richetti, A. Estimativa do custo de produção de girassol, safra 2007. (2006). Dourados: EMBRAPA-CPAO, 3p. (Embrapa-CPAO. Comunicado Técnico, 130).

Romay, K. V. M., Viana Júnior, J. C., Hamacher, L. S., Souza, M. L., & Carmo, D. F. (2017). Diagnóstico estratégico de propriedades agrícolas familiares: estudos de casos em Oriximiná (Pará). Engevista, 19(2), 353-372.

Santos, M. I. G., Lira, T. P. S., Silva, L. E. B., Santos, R. L. V., Junior, I. P. S., & Brito, D. R. (2021). Cortes histológicos dos órgãos vegetativos do girassol (Helianthusannuus L., Asteraceae): uma contribuição para o ensino da botânica. Revista Ambientale, 13(1), 38-50.

Silva, S. D. P. (2017). Cultivo de girassol ornamental para corte em condições semiáridas (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Vale do São Francisco, Petrolina, PE.

Souza, J. L., & Garcia, R. D. C. (2013). Custos e rentabilidades na produção de hortaliças orgânicas e convencionais no estado do Espírito Santo. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, 3(1), 11-24

Streck, N. A., Uhlmann, L. O. (2021). Flowers for all, bridging the gap between science and society. Chronica Horticulturae, 61(3), 32-34.

Vargas, M. D., Seabra Júnior, S., Oliveira, K. C. L., & Ruiz, C. G. L. (2018). Análise socioeconômica hortícola na comunidade Vale do Sol II em Tangará da Serra – MT. Agricultura Familiar: Pesquisa, Formação e Desenvolvimento, 12(2), 55-74.

Zaffaroni, E., & Grigolo, S. C. (1998) Determinação da época de plantio do girassol na região sul do Rio Grande do Sul. Rev. Bras. De Agrociência, 2 (2), 138-142.

Published

11/03/2024

How to Cite

RIBEIRO, Y. dos S. .; SANTOS, E. R. dos .; LIMA, C. S. M. .; LEANDRINI, J. A. .; UHLMAN, L. O. .; HILATCHUK, C. I. V. . Costs of implementing and managing cut sunflower in an organic planting system in the Municipality of Laranjeiras do Sul, State of Paraná (PR), Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 13, n. 3, p. e2913345135, 2024. DOI: 10.33448/rsd-v13i3.45135. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/45135. Acesso em: 25 jun. 2024.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences