Use of the Arduino platform in the teaching/learning process of electricity fundamentals in physics

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v13i3.45227

Keywords:

Arduino; Fundamentals of Electricity; Physical; Teaching.

Abstract

In this paper, a proposal is presented for using the Arduino platform in the teaching/learning process of fundamentals of electricity in Physics. Physics teaching has faced difficulties, which can sometimes be structural or even cultural. The difficulty comes structurally from the way the teaching of this subject was designed and also due to the lack of structure. And the cultural difficulty comes from the rigid way of teaching Physics, where the teacher is always the holder of all knowledge and the students only mechanize the process through reproduction. In this sense, the active methodology presents itself as a possibility for a paradigm shift, where the student becomes the protagonist and active participant, bringing several benefits. Therefore, the proposal of this work is to carry out the application of classes with active methodology with the help of the Arduino board to teach Physics to high school students, and subsequently carry out an evaluation with qualitative/quantitative research. The results obtained are superior, and it is noteworthy that 99% of students recommend more classes as in Physics subjects, and 100% of students evaluated the active methodology as having good potential in relation to the traditional methodology.

References

Amorin, A. D. (2011). Arduino, uma visão geral, Apostila, FATEC – São Paulo, SP, 65 pg.

Argenta, C. A. M.; Francisco, H. P. P.; Nakamura Junior, W. K.; Maciel, G. S.; Souza, S. S. F.; Chavarette, F. R.; & Lima, F. P. A. (2020). Desenvolvimento de um Sistema de Automação Residencial com a Aplicação de Android e Arduino. Revista Eletrônica de Iniciação Científica, 18 (1), 15-30.

Ausubel, D. P.; & Novak, J. D.; Hanesian, H. (1980). Psicología Educacional. (2 ed.). Interamericana, Tradução para o português: Eva Nick.

Barbeta, V. B.; & Yamamoto, I. (2002). Dificuldades Conceituais em Física Apresentadas por Alunos Ingressantes em um Curso de Engenharia. Revista Brasileira de Ensino de Física. 24. (3), 1-15.

Berbel, N. (2011). As metodologias ativas e a promoção da autonomia dos estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, 32 (1), 25-40.

Bordenave, J. D.; & Pereira, A. M. (1982). Estratégias de ensino-aprendizagem. (4. ed.). Vozes.

Brasil. (2002). Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais + (PCN+) - Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Brasília: MEC.

Carvalho, A. M. P. de et al. (1998). Ciências no Ensino Fundamental: o conhecimento físico. Scipione.

Castanha, A. P. (1999). Pedagogia da moralidade: O Estado e a organização da instrução pública na província de Mato Grosso (1834-1873). Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 150 pg.

Cavalcante, M. A.; Tavalaro, C. R. C.; & Molisani, E. (2011). Física com Arduino para iniciantes. Revista Brasileira de Ensino de Física. 33 (4), 4503-4509.

Costa, R. C.; Volkmer, M. C.; Souza, S. S. F.; & Lima, F. P. A. (2020). Desenvolvimento de uma Bengala Automatizada Utilizando Arduino para Deficientes Visuais. Revista Eletrônica de Iniciação Científica, 18 (1), 1-14.

Creswell, J. W. (2010). Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. (3. ed.). Artemed.

D’Agostin, A. (2008). Física Moderna e Contemporânea: com a palavra professores do ensino médio. Universidade Federal do Paraná. Mestrado em Educação. Curitiba.

Dewey, J. (2001). Vida e educação. (10. ed.). Melhoramentos.

Kamada, W. (2018). Ciclos de modelagens: uma proposta com arduino no Ensino de física. Dissertação de mestrado profissional em ensino de ciências e matemática. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), 126 pg.

Martins, A. S.; Azevedo, A. P.; Oliveira, L. S.; Fiirst, W.; Souza, S. S. F.; & Lima, F. P. A. (2022). Utilização da realidade virtual para ensino de informática através de um museu virtual sobre a evolução dos computadores. Brazilian Journal of Development, 8 (1), 40598-40614.

Masseto, M. (2003). Competências pedagógicas do professor universitário. São Paulo: Summus.

Moreira, M. A. (2011). Teorias de Aprendizagem. (2. ed.). EPU. 248 pg.

Nascimento, T. L. (2010). Repensando o ensino da Física no ensino médio. Universidade Estadual do Ceará. 61 pg.

Oliveira, F. et al. (2007). Física moderna no ensino médio: O que dizem os professores. Rev. Bras. de Ens. de Física, 29 (3), 447-454.

Pereira A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [free e-book]. Santa Maria/RS. Ed. UAB/NTE/UFSM.

Saviani, D. (1997). Escola e democracia. (31. ed. rev.). Cortez.

Souza, A. R.; Paixão, A. C.; Uzêda, D. D.; Dias, M. A.; Duarte, S.; & Amorin, H. S. (2011). A placa Arduino: uma opção de baixo custo para experiências de física assistidas pelo PC. Revista Brasileira de Ensino de Física, 33 (1), 1702-1715.

Veit, E. A.; & Teodoro, V. D. (2002). Modelagem no ensino/aprendizagem de física e os novos parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio. Revista Brasileira de Ensino de Física. São Paulo, 24 (2), 87-96.

Published

15/03/2024

How to Cite

SOUZA, S. S. F. de . Use of the Arduino platform in the teaching/learning process of electricity fundamentals in physics . Research, Society and Development, [S. l.], v. 13, n. 3, p. e5213345227, 2024. DOI: 10.33448/rsd-v13i3.45227. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/45227. Acesso em: 25 jun. 2024.

Issue

Section

Teaching and Education Sciences