The Science textbook: an analysis of the relationship between mangrove ecosystem content and the STSE approach

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6295

Keywords:

Teaching; Textbook; STSE; Mangrove.

Abstract

The Didactic Book (LD) is an important resource to corroborate the transcription of the scientific message to the educational one. However, the teacher must pay attention to understand his locus of action and assume his responsibility as an educator in the analysis of this material. That said, and due to the importance of Scientific Literacy, we seek to analyze how issues related to science and its interaction with technology, society and environment (STSE) are presented in the Science Textbook on the theme of mangrove ecosystem. Thus, we conducted a bibliographic study with a qualitative research bias. As methodological procedures, we adapted the methodology of Vasconcelos & Souto (2003) who organized in their study some categories that allowed us to list the information about the theoretical, complementary content and visual resources of the 7th year of Science LD. As a result, we noticed that the LD presented a good synthesis of the content under study, starting to relate it to the socio-environmental problems caused by the misuse of science and technology. The text was clearly presented and its definitions presented important information containing evidence of the STSE approach. However, some adjustments can be made in the next editions so that you can better discuss and consequently facilitate the involvement of students in classroom debates. Thus, the LD under study was evaluated as good, when we look at the mangrove issue.

Author Biographies

Carlos José Araújo da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte

Possui graduação em Administração pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (2011). Licenciatura plena em Biologia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) Campus Macau (2017). Pós - graduado em psicopedagogia pela Universidade do Vale do Acaraú 2014 (UVA). Mestrado no Programa de Ensino - POSENSINO (UERN - UFERSA - IFRN). Possuí experiência em Biologia na área da Educação no ensino médio através do PIBID. Foi professor do ensino fundamental com ênfase em Educação Ambiental na Associação de Guamareense de Educação e Proteção Ambiental - ASPAM. Participou como aluno bolsista do projeto de extensão A POLÍTICA DE GESTÃO E FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E AS PERSPECTIVAS A PARTIR DO PNE (2014 - 2024): UM ESTUDO DO IFRN NOS CAMPI MACAU, IPANGUAÇU E JOÃO CÂMARA. Pesquisador na área de Ensino de Ciências Naturais e Tecnologias através da abordagem CTSA e Aprendizagem Significativa.

 

Luciana Medeiros Bertini, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio do Grande do Norte.

Possui graduação em Química Licenciatura Plena pela Universidade Estadual do Ceará (2004), mestrado em Química Orgânica pela Universidade Federal do Ceará (2009) e doutorado em Química pela Universidade Federal do Ceará (2013). Atualmente é professor do quadro efetivo de Professores de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal do Rio Grande do Norte - Campus Apodi e do Programa de Pós graduação em Ensino - POSENSINO (UERN/UFERSA/IFRN).Atuou como Coordenadora de Área e  Supervisora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) no subprojeto Química/Apodi. Avaliadora Institucional do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) em atos de credenciamento presencial. Líder do grupo de pesquisa NUPEQ (Núcleo de Pesquisa em Educação e Química). Sua experiência na pesquisa é desenvolver projetos nas áreas de Ensino, Química dos Produtos Naturais e Biocombustíveis

Giordano Gubert Viola, Instituto, Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2001), mestrado em Ciências Biológicas (Neurociências) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003) e doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2009). Pós-doutorado na UFSC, PPG Neurociências (2010-2013). Foi professor Temporário de Bioquímica e Genética na Universidade Federal de Santa Catarina- Curitibanos entre março de 2013 e fevereiro de 2014. Foi Bolsista de Pós Doutorado no PPG Ciências Fisiológicas da Universidade Federal do Sergipe entre 2014-2016). Foi professor da Secretaria Estadual de Educação e Cultura/RN, sendo locado na Escola Estadual Governador Dix-Sept Rosado em Mossoró/RN. Atualmente é professor visitante no IFRN/Mossoró, atuando no PPG Ensino. Tem experiência em Ciências Biológicas, com ênfase em Histologia, Bioquímica e comportamento de animais de cativeiro. Apresenta interesse em diferentes enfoques na Área de Neurociências. Entre os quais: Comportamento animal, mudanças morfológicas, alterações bioquímicas e fisiológicas do SNC, bem-estar animal e diferenças genéticas e comportamentais entre linhagens de diferentes roedores criados em laboratório.

References

Auler, G. (2007). Enfoque Ciência-tecnologia-Sociedade: Pressupostos par ao contexto brasileiro. Ciência & Ensino, 1-20.

Chassot, A. (2006). Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. Ijuí: Unijuí.

Damasceno, G., & Guimaraes, W. N. (2009). Manguezais: abordagem em livros didáticos de ciências do ensino fundamental. Recife: Anais da IX Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão – Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Fabri, F., & Silveira, R. M. (2013). O ensino de ciências nos anos iniciais do ensino fundamental sob a ótica CTS: uma proposta de trabalho diante dos artefatos tecnológicos que norteiam o cotidiano dos alunos. Investigações em Ensino de Ciências, 77-105.

Freire, P. (1991). A Educação na Cidade. São Paulo: Cortez.

Gil, A. C. (2017). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Herz, R. (1991). Manguezais do Brasil. . São Paulo: Universidade de São Paulo / Instituto Oceanográfico.

Macedo, A. S. (2009). Os Manguezais nos Livros de Ciências Naturais . Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro: Projeto Final (Licenciatura em Ciências Biológicas) – Instituto de Biologia.

Martins, I. P., & Paixão, M. F. (2011). Perspectivas atuais Ciência-Tecnologia-Sociedade no ensino e na investigação em educação em ciência. Em W. L. Santos, CTS e educação científica: Desafios, tendências e resultados da pesquisa, 135-160. Brasília: Universidade de Brasília.

Pereira Filho, O., & Alves, J. R. (1999). Conhecendo o manguezal. Rio de Janeiro: Grupo Mundo da Lama. .

Reis, P. G. (2004). Controvérsias sócio-científicas: discutir ou não discutir: Percursos da aprendizagem da disciplina de ciências da terra e da vida. Lisboa: Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Richardson, R. J. (2017). Pesquisa Social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas.

Santos, W. L. (2007). Educação científica na perspectiva de letramento como prática social: funções, princípios e desafios. Revista Brasileira de Educação.

Saviani, D. (2007). Educação: do senso-comum à consciência filosófica . Campinas: Autores Associados.

Silva, C. J., Bertini, L. M., & Viola, G. G. (2019). Desvendando a relevância do Ecossistema Manguezal através de uma Unidade Didática. Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar, 374-385.

Vasconcelos, S. D., & Souto, E. (2003). O livro didático de ciências no ensino fundamental – proposta de critérios para análise do conteúdo zoológico. Ciência & Educação, 93-104.

Verceze, R. M., & Silvino, E. F. (2008). O livro didático e suas implicações na prática do professor nas escolas públicas de Guajará-Mirim. Revista Práxis Educacional., 83-102.

Zambom, L. B., & Terrazzan, E. A. (2012). Estudo sobre o processo de escolha de livros didáticos organizado em escolas de educação básica . Santa Maria: UFSM.

Published

14/08/2020

How to Cite

Silva, C. J. A. da, Bertini, L. M., & Viola, G. G. (2020). The Science textbook: an analysis of the relationship between mangrove ecosystem content and the STSE approach. Research, Society and Development, 9(9), e137996295. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6295

Issue

Section

Education Sciences