Internationalization of vocational and technological education in Brazil: pathways of the Paula Souza Center – São Paulo

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6505

Keywords:

Internationalization of Education; Vocational and Technological Education; Educational Management and Assessment

Abstract

The internationalization of education proves to be an innovative and complex strategy that can respond to educational needs in a scenario in which the globalized society and the challenges of the world of work are articulated. Educational policies and education systems in different countries have sought to improve on this scenario. This paper aims to demonstrate how a public institution of Vocational and Technological Education (EPT) in Brazil, the Paula Souza Center, has been building its internationalization actions in order to make its students better prepared for contemporary requirements. The research is qualitative, based on bibliographic and documentary research, that highlight the institutional strategies. Based on the structure of an advisory service linked to the institution's superintendence, there are actions that promote and make possible projects of approximation with international institutions, with special attention to the project of exchange of professors and students of higher education. It is observed that the Paula Souza Center institutional internationalization project, constantly under construction, proposes methods and processes with a view to improving the quality and and strategic character of Vocational and Technological Education.

Author Biographies

Marilia Macorin de Azevedo, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula SouzaUnidade de Pós-graduação, Extensão e Pesquisa

PhD in Engineering Professor and Researcher at the Postgraduate, Extension and Research Unit at Centro Paula Souza

Sueli Soares dos Santos Batista, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula SouzaUnidade de Pós-graduação, Extensão e Pesquisa

Doutora em Psicologia

Docente e Pesquisadora da Unidade de Pós-graduação, Extensão e Pesquisa do Centro Paula Souza 

Ana Paula Vicari, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula SouzaUnidade de Pós-graduação, Extensão e Pesquisa

Mestre em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional

Pesquisadora da Unidade de Pós-graduação, Extensão e Pesquisa

References

Almeida, A. A. (2017). A intersubjetividade na internacionalização do ensino superior: perspectivas para um processo humanizador. Campinas, SP.

Brasil. Decreto n. 7.642, de 13 de dezembro de 2011. Institui o Programa Ciência sem Fronteiras. Brasília, DF. Diário Ofícial da União, 14 de dezembro de 2011. Disponível em: www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf >. Acesso em: 08 set. 2018.

Castro & Neto (2012). A mobilidade estudantil como estratégia de internacionalização. Revista Lusófona de Educação, 21, p.69-96.

CEETEPS. Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo. Disponível em: < https://www.cps.sp.gov.br/sobre-o-centro-paula-souza/ > Acesso em 08 agosto 2017.

CEETEPS. Relatórios de Gestão da Arinter. Disponível em: https://www.cps.sp.gov.br/arinter/. Acesso em: 10 ago. 2019

Delors, J. (2003). Educação: um tesouro a descobrir. 8. Ed. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: MEC: UNESCO.

ERASMUS+. O que é o Eramus +?. Disponível em:< http://ec.europa.eu/programmes/erasmus-plus/opportunities/individuals/students/studying-abroad_pt >. Acesso em 03 nov. 2018.

Europen Union Law (2014). EUR-Lex. Disponível em: <http://eur-lex.europa.eu/homepage.html>. Acesso em: 12 nov. 2017.

Gacel-Ávila, J. (2005). The Internationalisation of Higher Education: A Paradigm for Global Citizenry: Higher Education, New York. v. 2, p.121- 136.

Lima, M. C. & Maranhão, C. M. S. de A. (2009). O sistema de educação superior mundial: entre a internacionalização ativa e passiva. Revista Avaliação (Campinas), vol.14, n..3, p.583-610. ISSN 1414-4077.

Lucca, A.L., Santos, A.X., Vicari, A.P., Almeida, I.B.P, Azevedo, M.M. (2017). A internacionalização da educação profissional no Brasil: políticas, instituições de ensino e estudantes em mobilidade. XII Workshop de Pós-Graduação e Pesquisa do Centro Paula Souza, São Paulo, ISSN: 2175-1897, p. 891.

Luce, M. B. M. et al. (2016). Internacionalização da educação superior: a dimensão intercultural e o suporte institucional na avaliação da mobilidade acadêmica. Revista Avaliação (Campinas), v. 21, p. 317-340.

Morosini, M. C. (2006). Estado do conhecimento sobre internacionalização da educação superior: conceitos e práticas. Educação em Revista, no. 28, p.107-124. ISSN 0104-4060

OEI - ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS IBERO-AMERICANO. (2008). Metas educativas 2021: a educação que queremos para a geração dos Bicentenários. Madri, p. 110. Tradução.

Peterossi, H. G. (2014). Subsídios ao estudo da Educação Profissional e Tecnológica. São Paulo: Centro Paula Souza. (Coleção Fundamentos e Práticas em Educação Profissional e Tecnológica; v.1).

Sandstrom, A. M, & Hudson, R. (2018). The EAIE Barometer Internationalisation Europe. Second Editon. EAIE, European Association for International Education.

Shields, R. & Edward, R. (2010). Student Mobility and Emerging Hubs in Higher Education. In: Higher Education Policy and Global Competition Phenomenon edited by Portinoi, L.; Rust, V. & Bagley, S. Pallgrave Macmilliam.

Souza, E. P. & Fleury, M. T. L. (2009). Estratégias e Competências para a Internacionalização de Instituições de Ensino Superior do Brasil. XXXIII Encontro da ANPAD. São Paulo.

Stallivieri, L. (2002). O Processo de internacionalização nas Instituições de Ensino Superior. Assessoria de Relações Interinstitucionais. Universidade de Caxias do Sul.

UNESCO. (1998). Declaração Mundial sobre Educação Superior no Século XXI: Visão e Ação.

Published

01/09/2020

How to Cite

Azevedo, M. M. de, Batista, S. S. dos S., & Vicari, A. P. (2020). Internationalization of vocational and technological education in Brazil: pathways of the Paula Souza Center – São Paulo. Research, Society and Development, 9(9), e656996505. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6505

Issue

Section

Education Sciences