The Course of Pedagogy And Its Professional Possibilities

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7027

Keywords:

Pedagogy; Pedagogue; Teaching in pedagogy; Pedagogical field of practice.

Abstract

The performance of the pedagogical professional nowadays has been going beyond the limits traditionally established by the walls of schools, going beyond these, and becoming necessary in all spaces where teaching and learning take place, whether formal or non-formal. Under this threshold, the study has as main objective to identify the knowledge that these students present about the possibilities of performance attributed to the professional trained in pedagogy. To carry out this investigation, it was methodologically defined, through the adoption of bibliographic and field research with a qualitative character. Would the young graduates of the pedagogy course have ownership over their future professional areas? In this article, it is proposed to discuss this issue, presenting in its body two sections: in the first, a literature review is made, briefly describing the origin and consolidation of the pedagogy course in Brazil and the construction of its identity. In the second section, some fragments and procedures of an interview carried out in the investigative process of the construction of a Master's Dissertation on the choice of the pedagogy course are presented. In this regard, it is evident the lack of knowledge that they have about the spaces of performance of this education professional.

Author Biographies

Clebson Assis Silva, UNIFAP

MESTRE EM ENSINO

Suzana Feldens Schwertner, Universidade do Vale do Taquari

DOUTORA EM EDUCAÇÃO

References

Anderson, D. R., Sweeney, D. J., & Williams, T. A. (2007). Estatística aplicada à administração e economia. (2a ed.), São Paulo: Editora Cengage Learning.

Aquino, S. L., & Saraiva, A. C. L. C. (2011). O pedagogo e seus espaços de atuação nas Representações Sociais de egressos do Curso de Pedagogia. Educação em Perspectiva, Viçosa, 2(2), 246-268; jul./dez.

Arnoldi, M. A. G. C., & Pereira, R. M. V. F. (2014). A entrevista na pesquisa qualitativa: mecanismos para validação dos resultados. (2a ed.), Belo Horizonte: Autentica.

Azevedo, Â. S., & Faria, L. (2001). Motivação, sucesso e transição para o ensino superior. Psicologia, 20(2): 69-93.

Brasil. (1988). Constituição Federal. Constituição da República Federal do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal.

Brasil. (2006). Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 1/2002, que institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Parecer CNE/CES nº 15, de 13 de dezembro de 2005. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil.

Brasil. (1939). Decreto-Lei n. 1.190, de 4 de abril de 1939. Organização da Faculdade Nacional de Filosofa. Recuperado de <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/1937-1946/Del1190.htm>.

Brzezinski, I. (2006). Novas diretrizes curriculares nacionais da Pedagogia. In: MORISINI, M. C. Enciclopédia de Pedagogia Universitária. Brasília: MEC/INEP.

Campos, C. M. (2010). Gestão escolar e docência. (2. ed.), - São Paulo, Paulinas.

Delors, J. (2001). Educação um tesouro a descobrir. Relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre a Educação para o Século XXI. (6a ed.), Tradução José Carlos Eufrázio. São Paulo: Cortez.

Franco, M. A. (2008). Pedagogia como ciência da educação. São Paulo: Cortez, (2a ed.),

Libâneo, J. C. (2010). Pedagogia e pedagogos, para quê?. (12a ed.), São Paulo: Cortez.

Lüdke, M., & André, M. E. D. A. (2013). Pesquisa em educação: Abordagens Qualitativas. (2a ed.), Rio de Janeiro: E.P.U.

Mello, F. A. F. (2002). O desafio da escolha profissional. São Paulo: Papirus.

Minayo, M. C. S. (org.) (2012). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. (29a ed.) Petrópolis, RJ : Vozes.

Nóvoa, A. (Org.) (2005). Os professores e a sua formação. (2a ed.) Lisboa: Dom Quixote.

Orlandi, E. (2009). Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes.

Pimenta, S. G. (coord.) (2006). Pedagogia e pedagogos: caminhos e perspectiva. (2a ed.) São Paulo, Cortez.

Soares, D. H. P., Aguiar, F., & Guimaraes, B. F. (2010). O conceito de identificação no processo de escolha profissional. Aletheia, 32, 134-146; ago.

Tanuri, L. (2000). História da formação de professores. In: Saviani, D., Cunha, L. A., & Carvalho, M. M. C. 500 anos de educação escolar. São Paulo: ANPED/Autores Associados.

Published

13/08/2020

How to Cite

Silva, C. A., & Schwertner, S. F. (2020). The Course of Pedagogy And Its Professional Possibilities. Research, Society and Development, 9(9), e86997027. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7027

Issue

Section

Education Sciences