Teaching alternatives in pandemic times

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7177

Keywords:

Teaching; Google Classroom; Pandemia; Portuguese language.

Abstract

The objective of this article is to understand the new teaching-learning alternatives through digital platforms Google Classroom and Google Meet at the Federal Institute of Maranhão de Coelho Neto to students of the 3rd year of high School during the pandemic period in Brazil. They are playing an important pedagogical role in innovation for students who have felt the impacts of the closure of educational institutions, especially those from the public sphere who were the most affected when it comes to the technological area. To this end, we will use as theoretical input as Moore's reflections for whom the dialogue in an educational relationship is directed towards the progress of understanding by the student; Pereira who understands the virtual learning environment as an option to mediate teaching and learning; Mendes and Lemes who observe some gaps between the face-to-face classes and the pedagogical proposals in the area of ​​technology.

References

Bergmann, J., Sams, A. (2016). Sala de aula invertida: uma metodologia ativa de aprendizagem. Tradução Afonso Celso da Cunha Serra.1. ed - Rio de Janeiro LTC.

Brasil. (2020). Ministério da Educação. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão. Reitoria. Portaria Nº 2.618 de 12 de Junho. Estabelece as Diretrizes para a realização de Atividades Pedagógicas não Presenciais em cursos presenciais de Educação Profissional Técnica de Nível Médio, de Graduação e Pós-Graduação do IFMA, para a reorganização do Calendário Escolar 2020, em função da excepcionalidade de enfrentamento da Pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19).

Brasil. (2016). Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF, 2016. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/inicio> Acesso em: dez.

Garcião, A. O., Baião, E. R., Corrêa, L. R., Silva, R. A. (2015). Ferramentas Google: Potencialidades De Formação Continuada Para Docentes Com A Formação De Competências De Domínio Tecnológico. III Simpósio Internacional de Inovação em Educação. Disponível em: <http://www.lantec.fe.unicamp.br/inova2015/images/trabalhos/artigos/T5.pdf> Acesso em: 16/07/2020.

Horn, M. B., Staker, H. (2015). Blended usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação. Porto Alegre: Penso.

Iftakhar, S. (2016). Google Classroom: what Works and how? Journal of Education and Social Sciences, Vol. 3, Disponível em http://jesoc.com/wp-content/uploads/2016/03/KC3_35.pdf Acesso em 16/07/2020.

Gómez, A. I. Perez. (2015). Educação na Era Digital: a escola educativa. Tradução Marisa Guedes, Porto Alegre: Penso, 192 p.

Mendes, S. M. C., Leme, M. E. G. (2014). A mediação pedagógica: formação docente para a educação inclusiva frente às novas tecnologias. Brazilian Journal of Technology, Communication, and Cogntive Science, v. 2, n. 2, p. 1-12. Disponível em: http://www.anais.tecccog.net/index.php/anais/article/view/11. Acesso em: 20 jun. 2020.

Moore, M. G., Kearsley, G. (2013). Educação a distância: sistemas de aprendizagem on-line. São Paulo: Cengage Learning.

Moore, M. G. (1993). Theory of transactional distance. In: Keegan, D. London: Routledge, p.03-38. Traduzido por Wilson Azevedo. In: Revista de Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, Agosto, 2002.

Moran, J.M. (2015). Mudando a educação com metodologias ativas. Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Vol. II. Foca Foto-PROEX/UEPG.

Pereira et al.(organizadores). (2007). AVA: Ambientes Virtuais de Aprendizagem em diferentes contextos. Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna Ltda.

Pereira A.S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Rochelle, J. (2016). Introducing G Suite for Education. Disponível em http://blog.google/topics/education/introducing-g-suite-education/ Acesso em 14/07/2020.

Santos, C. (2017). O que é o G Suite for Education e como usá-lo? Disponível em http://www.santodigital.com.br/o-que-e-o-g-suite-for-education-e-como-usa-lo/ Acesso em 15/07/2020.

Schiehl, E.P., Gasparini, I. (2016). Contribuições do Google Sala de Aula para o Ensino Híbrido. Departamento de Ciências da Computação – PPGECMT1 e PPGCA2 Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Disponível em http://seer.ufrgs.br//index.php/renote/article/viewFile/70684/40120 Acesso em 15/05/2020.

Valente, J. A. (2014). Blended learning e as mudanças no ensino superior: a proposta da sala de aula invertida. Educar em Revista, núm. 4, p. 79-97. Universidade Federal do Paraná, Brasil.

Published

23/08/2020

How to Cite

Silva, D. dos S. ., Andrade, L. A. P. ., & Santos, S. M. P. dos . (2020). Teaching alternatives in pandemic times. Research, Society and Development, 9(9), e424997177. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7177

Issue

Section

Education Sciences