The uncertain future of a right school: a brief analysis of the proposals for environmental education in the Bosque school in the archipelago of Bailique, Amapá State, Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7285

Keywords:

Environmental education; Sustainable development; Pedagogy of the earth; Bosque school; Bailique.

Abstract

In this new century, we seek to develop an education capable of awakening a conscious conduct towards environmental issues. Given this new educational scenario, this article aims to present a brief study on the importance of the relationships between education, environment and society, in the search for an affirmative relationship between man and nature, in order to achieve a new conception of education, focused on the sustainability theme. A bibliographic review was carried out taking into account the concepts of ecopedagogy, also known as Pedagogy of the Earth, which considers learning from the worldview and the model of education, and thus, like the pedagogical activities, developed at Escola Bosque do State of Amapá, located in the Bailique archipelago, in order to consider the particularities of the school and the community, valuing their cultural, historical, geographical and personal aspects, thus allowing the construction of a practical and broader reflection on the subject. The approach of this work aims to arouse the interest of future publications, regarding the importance of the Bosque do Amapá School although, today, the school no longer serves the community of Bailique, perishing attention in all aspects, from the structure to the administration to attend to the local society, as well as for the development of a highly sustainable environmental education, based on the foundations of ecopedagogy, which proposes the rescue of culture and popular wisdom, so that we can provide visibility and appreciation to the wealth of the archipelago's community. Bailique, where the school is located.

Author Biography

Luís Felipe Pissaia, Universidade do Vale do Taquari

Enfermeiro. Especialização em Gestão e Auditoria dos Serviços da Saúde. Mestre e Doutorando em Ensino.

References

Albanus, L. L. F. (2013). Ecopedagogia: educação e meio ambiente. Curitiba: InterSaberes.

Almeida, M. P.; Soares, A. C. P. M.; Lima, J. P. & Santos, M. A. S. (2013). A participação da mulher em organizações sociais rurais na Amazônia: estudo de caso no Arquipélago do Bailique, Estado do Amapá. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP. Macapá,6: 19-31.

Araújo, J. M. K. (1997). Série Projeto escola Bosque do Amapá. Número VII – Módulo Regional do Bailique – Memorial do Projeto. Nov∕1997.

Brasil. (1996). Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez.

Brasil. Lei nº. 6938/1981 - A Política Nacional do Meio Ambiente. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6938.htm>. Acesso em 02 ago. 2020.

Freire, P. (1999). A Carta da Terra na Perspectiva da Educação. São Paulo: Primeiro Encontro Internacional.

Gadotti, M. (2001). Pedagogia da terra: Ecopedagogia e educação sustentável. Editora: CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales.

Gadotti, M. (2008). Educar para a sustentabilidade: uma contribuição à década da educação para o desenvolvimento sustentável / Moacir Gadotti. — São Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire.

Halal, C. Y. (2009). Ecopedagogia: uma nova educação. Revista de Educação. 12(14).

Marconi, M. A. & Lakatos, E. M. (2013). Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas; amostragens e técnicas de pesquisa; elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas.

Pinto, S. N. & Bispo, S. V. S. (2016). A formação do sujeito sustentável e a relação com a escola. Enfope. 9(1).

Pires, S. M. P. & Reis, I. P. (s/n). O arquipélago amazônico do Bailique e a justiça itinerante fluvial: um olhar através das lentes da sociologia das ausências de Boaventura de Sousa Santos. Disponível em: http://iusfilosofiamundolatino.ua.es/download/O%20ARQUIPE%CC%81LAGO%20DE%20

BAILIQUE%20-%20CONGRESSO%20DE%20FILOSOFIA%20DO%20DIREITO.pdf Acesso em: 02 ago. 2020.

Silva, M. L. (2007). A escola bosque e suas estruturas educadoras – uma casa de educação ambiental. In: Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola / [Coordenação: Soraia Silva de Mello, Rachel Trajber]. – Brasília: Ministério da Educação, Coordenação Geral de Educação Ambiental: Ministério do Meio Ambiente, Departamento de Educação Ambiental: UNESCO.

Silveira, D. T. & Córdova, F. P. (2009). A pesquisa científica. In: Gerhardt, T. E. & Silveira, D. T. (Org.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS.

Tavares, M. et al. (s/n). Escola Bosque do Amapá. In: Registro de projetos de Educação Ambiental na escola. Coordenação-Geral de Educação Ambiental Secretaria de Educação Fundamental. Disponível em: <http://www.crmariocovas.sp.gov.br/pdf/pol/registro_projetos.pdf> Acesso em: 02 ago. 2020.

Published

21/08/2020

How to Cite

Silva, C. A. da ., Santos, C. R. dos ., Pissaia, L. F., & Ferreira, R. B. . (2020). The uncertain future of a right school: a brief analysis of the proposals for environmental education in the Bosque school in the archipelago of Bailique, Amapá State, Brazil. Research, Society and Development, 9(9), e360997285. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7285

Issue

Section

Education Sciences