Video classes production and math learning in high school groups at IFSul campus Pelotas

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7398

Keywords:

Video classes; Math; YouTube; Technologies; Learning.

Abstract

Many authors have dedicated their researches to topics related to the use of technologies in education. Traditional classes with only a blackboard and some chalks are not attractive anymore and also do not stimulate the curiosity about the topics approached. Nowadays, students are used to immediate answers, obtained through online researches and they do not have the necessary patience to be concentrated in a traditional class.  This study reports an experience which proposed, based on the concept of investigative activity, for high school students, the planning, the execution and editing of video classes containing topics approached in the classroom.  The main objective of this study was the learning of content, but the motivations were also as it follows: the challenge of creativity to elaborate a script which incentives the viewer to watch the video; the research and use of software for editing the videos; the understanding of content to demonstrate confidence in the explanation of the class. Two of the videos, resulting of the experience and which are reported, surpassed the expectations of the teacher. With the results obtained, it is concluded that the students who devoted themselves to the tasks obtained quite significant learning, which can be observed throughout the classes which were continued after the study was carried out.

Author Biography

Maria da Graça Teixeira Peraça, Instituto Federal Sul-rio-grandense

Professora com graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal de Pelotas (2002) e mestrado em Engenharia Oceânica pela Universidade Federal do Rio Grande (2009). Atualmente é professora efetiva do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, atuando, principalmente, no ensino tecnológico. Sua atual linha de pesquisa é em aprendizagem através da produção de videoaulas de matemática. Está matriculada como aluna no programa de pós graduação MPET - Mestrado Profissional em Educação e Tecnologia - do IFSul Campus Pelotas

References

Bauman, Z. (2001). Modernidade Líquida. Zahar, 1ª edição.

Bauman, Z. (2011). 44 Cartas do Mundo Líquido Moderno. Zahar, 1ª edição.

Lampert, E. (2007). Pós-Modernidade e a Educação. Revista Linhas. v. 8, n. 2. Recuperado de http://www.revistas.udesc.br/index.php/linhas/issue/view/161/showToc

Larrosa, J. (2002) Notas Sobre a Experiência e o Saber de Experiência. Revista Brasileira de Educação, 19, 20-28. Recuperado de https://www.scielo.br/pdf/rbedu/n19/n19a02.pdf.

Leal, L. C. J., Andrade, C. P., Martins, E. R., & Silva, L. E. (2018). Ensino de matemática através de videoaulas: um olhar Pela teoria da atenção. Tangram – Revista de Educação Matemática. Dourados – MS. v.1, n. 3, pp. 40–63. doi: 10.30612/tangram.v1i3.8300 Recuperado de https://doaj.org/article/71a162db98084fd698ab72bb7f57ad90

Martins, J. S. (2007). Projetos de pesquisa: estratégias de ensino e aprendizagem em sala de aula. Campinas: Armazém do Ipê.

Montoito, R., Rodrigues, E. P., Rostas, M. H. G. S., & Rodrigues, R. S. (2019). Sobre criatividade em aulas de matemática e transdisciplinaridade: uma pesquisa com alunos do mestrado em Educação Matemática da Universidade de Pelotas. Revista Vidya, 39(1), 39-54. Recuperado de https://periodicos.ufn.edu.br/index.php/VIDYA/article/view/2791

Morin, E. (2004). A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Morin, E. (2011). Os setes saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez.

Oliveira, M. R. S. N. (2001). Do mito da tecnologia ao paradigma tecnológico: a mediação tecnológica nas práticas didático-pedagógicas. Revista Brasileira de Educação, set./out./nov./dez. n. 18. Recuperado de https://www.scielo.br/pdf/rbedu/n18/n18a09.pdf.

Pazzani, D. N. A,. & Araújo, F. V. (2013). O uso do vídeo como ferramenta de apoio ao ensino-aprendizagem. Coleção Mídias na Educação – EaD. Recuperado de https://repositorio.ufsm.br/handle/1/729?show=full.

Pavanello, R. M., & Nogueira, C. M. I. (2006). Avaliação em matemática: algumas considerações. Revista Estudos em Avaliação Educacional. v. 17, n. 33. doi: http://dx.doi.org/10.18222/eae173320062125. Recuperado de http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/eae/article/view/2125.

Pfromm, S. N. (2001). Telas que ensinam: mídia e aprendizagem. Do cinema ao computador. 2.ed. Campinas: Editora Alínea.

Ponte, J. P., Brocardo, J., & Oliveira, H. (2006). Investigações matemáticas na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica.

Recuero, R. (2009). Redes Sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina.

Retzlaff, E., & Contri, R. F. (2011). Produção de vídeoaulas com o camtasia studio e software mathcad - recursos para o ensino/aprendizagem da matemática. Revista do programa de pós-graduação Stricto Sensu em Ensino Científico e Tecnológico.Santo Ângelo – RS, v. 1, n. 1, jan./jun. Recuperado de http://srvapp2s.urisan.tche.br/seer/index.php/encitec/article/view/537/271.

Santos, E. O. (2002). Formação de Professores e Cibercultura: novas práticas curriculares na educação presencial e a distância. Revista da FAEEBA, v.11, n. 17, p. 113-122, jan./jun.

Silva, F., & Serafim, M. L. (2016). Redes sociais no processo de ensino e aprendizagem: com a palavra o adolescente. Campina Grande: EDUEPB, 2016 pp. 67-98. Recuperado de http://books.scielo.org/id/fp86k/pdf/sousa-9788578793265-04.pdf.

Tomaz, V. S., & David, M. M. M. S. (2008). Interdisciplinaridade e aprendizagem da Matemática em sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica.

Vega, A. P. V., Ribeiro, B. C., Padova, L. C., & Ghisleni, T. S. (2019). Interdisciplinaridade na produção de conteúdos educacionais: a relação teoria e prática. Revista Research, Society and Development, v.9, n.1. doi: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i1.1791. Recuperado de https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/1791.

Vergani, T. (2009). A criatividade como destino: transdisciplinaridade, cultura e educação. São Paulo: Editora Livraria da Física.

Published

17/08/2020

How to Cite

Peraça, M. da G. T. (2020). Video classes production and math learning in high school groups at IFSul campus Pelotas. Research, Society and Development, 9(9), e281997398. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7398

Issue

Section

Education Sciences