New chance: looking at the social reinsertion of ex-inmates through education in the Municipality of Cuiabá

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7915

Keywords:

Training; Teachers; EJA; People deprived of liberty.

Abstract

The research aims to understand the formation and how the knowledge of teachers who teach in the literacy of Persons Deprived of Liberty in the penitentiary system of Mato Grosso is constituted. Its methodological proposal is the case study whose data collection instruments are the observation of the researched space, a structured questionnaire for the identification and selection of participants and a semi-structured interview. The proposal involves teachers who work in the first segment of Youth and Adult Education and prioritizes the experiences lived and acquired in the space mentioned, which is different from the usual schools. The authors who support this study are: Tardif (2012); Freire (2011); Arroyo (2008). The locus of the research is a state school located in Cuiabá that serves people deprived of their liberty, whose participants are teachers from the 1st segment of Youth and Adult Education. The results showed that there is no offer of initial or continuing education for the area in which they work and that the knowledge that subsidizes all their teaching activities in the penitentiary system, comes from the experience acquired in the course of 10 years supported by the knowledge acquired in theories.

Author Biography

Edenar de Souza Monteiro, Universidade de Cuiaba - Mestrado em Ensino

Docente do Mestrado em Ensino na Universidade de Cuiabá - PPGEn

References

Arroyo, M. G. (2008). Ofício de mestre: imagens e autoimagens. Petrópolis, RJ: Vozes.

BARDIN, L. (2016). Análise de conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA.

BRASIL. (1984). Lei nº. 7.210, de 11 de julho de 1984. Institui a Lei de Execução Penal.

Freira, P. (2011). A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 51. Ed. São Paulo: Cortez.

Gaskell, G. (2003). Entrevistas individuais e grupais. In: BAUER, M.W.; GASKELL, G. (org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som – um manual prático. 2 ed. Petrópolis: Vozes, p.64-89.

Lopes, R. (2010) Terceirização e Sistema de Co-Gestão: Uma Forma de Ressocialização nos Presídios. Faculdade Farias Brito.

Mato Grosso. Plano Estadual de Educação nas Prisões. Disponível em: http://depen.gov.br/DEPEN/dirpp/cgpc/acoes-de-educacao/peep-mt.pdf acesso em: 30 de out. 2019.

Ministério da Justiça. (2012) Departamento Penitenciário Nacional. Sistema de Informações Penitenciárias – Infopen. Brasília: Ministério da Justiça. Disponível em: http://www.portal.mj.gov.br. Acesso em 06 de jun. 2020.

Paulo, A. M. (2012). Direito Constitucional Descomplicado. Rio de Janeiro: Impetus.

Portaria N° 55/2016/SAAP/SEJUDH, de 31 de maio de 2016. Disponível em: http://cos.seduc.mt.gov.br/upload/permanente/Arquivo/Portaria_n_55_2016_regras_de_conduta_(5)57001627327498.pdf acesso em 10 de mai. 2020.

Porto, R. (2019). Crime Organizado e Sistema Prisional. São Paulo: Atlas. Revista do Instituto Brasileiro de Direitos Humanos V. 9, N 2. (2019). Fortaleza, CE. Instituto de Direitos Humanos. Disponível em: http://revista.ibdh.org.br/index.php/ibdh. Acesso em: 10 de mar. 2020.

Roure, D. (1998). Panorama dos Processos de Reabilitação de presos. Revista Consulex. Ano III, nº 20, ago. 1998, p. 15-17.

SILVA, P. T. G. (2010). Direitos Fundamentais: Contribuição para uma teoria geral. São Paulo: Atlas.

Silveira, V. O.; Rocasolano, M. M. (2010). Direitos humanos: Conceitos, significados e funções. São Paulo.

Siqueira, D. P.; Piccirillo, M. B. (2009). Direitos fundamentais: a evolução histórica dos direitos humanos, um longo caminho. Disponível em: https://ambitojuridico.com.br/cadernos/direito-constitucional/direitos-fundamentais-a-evolucao-historica-dos-direitos-humanos-um-longo-caminho/ - Acesso em 24 de mai. 2020.

Steinmetz, W. A. (2001). Colisão de direitos fundamentais e princípio da proporcionalidade. Porto Alegre: Livraria do Advogado.

Tardif, M. (2012). Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes.

YIN, R. K. (2001). Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman.

Published

04/09/2020

How to Cite

Nascimento, F. F. de M. ., & Monteiro, E. de S. (2020). New chance: looking at the social reinsertion of ex-inmates through education in the Municipality of Cuiabá. Research, Society and Development, 9(9), e705997915. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7915

Issue

Section

Education Sciences